REFLEXÕES CRÍTICAS QUANTO ÀS PRÁTICAS DE USO DA LINGUAGEM NO CAMPO DO JORNALISMO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17058/rzm.v8i2.15118

Palavras-chave:

Análise Crítica do discurso, Práticas de linguagem, Jornalismo

Resumo

Este artigo discorre sobre diferentes sentidos para o uso da palavra crítica e, a partir da concepção de crítica enquanto processo de emancipação dos sujeitos (FREIRE, 2013; GIROUX, 2013) com vias ao empoderameto e às mudanças sociais (FAIRCLOUGH, 2008; CHOULIARAKI, FAIRCLOUGH, 1999), analisa práticas discursivas produzidas em uma notícia publicada no site da revista Carta Capital, em outubro de 2019. Para tanto, vale-se de fundamentos da Análise Crítica do Discurso (ACD), especificamente da Análise do Discurso Textualmente Orientada (ADTO) com base em Fairclough (2008); considerando três dimensões: 1) análise do texto jornalístico publicado; 2) análise das práticas discursivas; e, 3) análise das práticas sociais de construção dos discursos. Os resultados apontam para práticas de usurpação do lugar discursivo do trabalhador, de valorização do discurso institucional e de silenciamento das fontes e do contraditório.

Biografia do Autor

Carlos Borges Júnior, Universidade Federal do Tocantins, UFT

Professor da Universidade Federal do Tocantins - UFT. Doutor em Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina e Mestre em Jornalismo pela mesma Universidade. Possui graduação em Letras pela Universidade Federal do Pará. Atualmente, é professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal do Tocantins, campus de Araguaína-TO.

Downloads

Publicado

2021-04-12

Edição

Seção

Seção Livre