Feito partitura: palavra sonora como gesto poético de educar

Dulcimarta Lemos Lino, Sandra Regina Simonis Richter

Resumo


O artigo emerge de inquietações epistemológicas, éticas e políticas em torno da ampla tendência de desconsiderar na educação de bebês e crianças pequenas o fenômeno do corpo sensível como fonte primeira de sentidos e significados que nos instalam no mundo. Projeto educativo que objetiva fazer da palavra sonora força de utilidade produtiva em detrimento de sua potência de partitura, aquela que cotidianamente aprende a ser-com no ato de com-partilhar as experiências fundamentais da vida. Como resistência, o texto reivindica maior atenção educativa à dimensão poética de linguagem ao destacar a palavra sonora como gesto que habita o corpo para ressoar sentidos e produzir modos de co-existir no mundo. A aproximação fenomenológica entre música e artes, como indivisibilidade do gesto poético de tocar a educação, desde a filosofia, permite compreender a palavra sonora como narrativa lúdica de movimento que ocupa espaço e solicita tempo para reter a dimensão musical da linguagem feito partitura. Aqui, o gesto poético da palavra sonora toca a pele de crianças e adultos para materializar a linguagem: suas feituras. Potência humana de pensamento constitutiva de mundanos trajetos compartilhados por constituírem narrativas que acolhem o gesto lúdico de fazer soar e ressoar a palavra no fascínio e na fabulação dos encontros.

Palavras-chave


Palavra Sonora; Gesto Poético; Música Tradicional da Infância; Experiência de Linguagem.

Texto completo:

PDF

Referências


AGAMBEN, Giorgio. Ideia de Prosa. Lisboa: Cotovia, 1999.

AGAMBEN, Giorgio. Arte, Inoperatividade, Política. In: Crítica do Contemporâneo. Agamben. Marramao. Rancière. Sloterdijk. Política. Conferências Internacionais Serralves, 2007, p. 39-49. Disponível em: Acesso em: 21 mar. 2020

AGAMBEN, Giiorgio. Medios sin fin. Notas sobre la política. Valencia, España: Pre-Textos, 2010.

AGAMBEN, Giorgio. Infância e História: ensayo sobre la destrucción de la experiência. 5.ed. Adriana Hidalgo Editora: Buenos Aires, 2011.

AGAMBEN, Giorgio. O fogo e o relato: ensaios sobre criação, escrita, arte e livros. 1.ed. São Paulo: Boitempo, 2018.

AKOSCHKY, Judith. Escuchar, Cantar e Tocar. Compartir Experiencias Musicales em los Primeros Años. In: SOTO, Claudia; VIOLANTE, Rosa. Experiencias Estéticas em los Primeros Años. Buenos Aires: Paidós, 2016.

ANDRADE, Mário. Compêndio de História da Música. São Paulo: Eugênio Cupolo, 1929. (Exemplar de trabalhos e manuscritos de Mário de Andrade do Arquivo do Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de São Paulo).

ARENDT, Hannah. A condição humana. Trad. Roberto Raposo; revisão técnica e apresentação Adriano Correia. 12.ed. revisada. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2014.

ARENDT, Hannah. Entre o passado e o futuro. São Paulo: Editora Perspectiva, 2003, p. 221-247.

BACHELARD, Gaston. A chama de uma vela. São Paulo: Editora Bertrand Brasil, 1989.

BACHELARD, Gaston. A poética do devaneio. Tradução Antonio de Pádua Danesi. São Paulo: Martins Fontes, 1988.

BACHELARD, Gaston. Fragmentos de uma poética do fogo. São Paulo: Brasiliense, 1990.

BACHELARD, Gaston. Le racionalisme appliqué. Paris: PUF, 1966.

BARROS, Manoel de. Do menino do mato. Rio de Janeiro: Objetiva, 2015.

CAGE, John. Musicage: palavras. John Cage em conversação com Joan Retallack. Rio de Janeiro: Numa, 2015.

COUTO, Mia. E se Obama fosse africano? e outras intervenções. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

DUMAS, Philippe; BRULEY, Marie Claire; TOURN, Lya. Enfantines: Jouer, Parler avec le Bébé. 1.ed. Paris: EDL, 1988.

FRIDMANN, Ruth. El nacimiento e la inteligencia musical. 1.ed.Buenos Aires: Editorial Guadalupe, 1988.

GAINZA, Violeta Hemsy de. La improvisación musical. 1.ed. Ricordi: Buenos Aires, 1983.

GARCÈS, Marina. Nueva ilustración radical. Barcelona: Editorial Anagrama, 2017.

HORTÉLIO, LYDIA. Jornada de Amor às Infâncias II. Madre Tierra: Comunidade Verde Aprendente & Residência Criadora: experiências em Pedagogias Poéticas com Lydia Hortélio. Curso Ministrado de 6 a 8 de março, Porto Alegre, 2020.

HORTÉLIO, Lydia. Uma experiência em educação. Lisboa: Livros Horizonte, 1982.

HORTÉLIO, Lydia; REYS, Yolanda. No caminho da leitura: a importância das palavras, das narrativas e do brincar na primeira infância. In: PRADES, Dolores (Editora). Crianças e jovens no século XXI: leitores e leituras. São Paulo: Livros da Matriz, 2013. Disponível em: . Acesso em: 20 mar. 2020

KAHN, Isabel; BRULEY, Marie-Claire; BARBIERI, Stela. Infâncias e histórias: cantigas de ninar, gestos, imagens, ritmos, transmissões culturais na infância. In: PRADES, Dolores (Editora). Crianças e jovens no século XXI: leitores e leituras. São Paulo: Livros da Matriz, 2013. Disponível em: . Acesso em: 19 mar. 2020

LARROSA, Jorge. Aprender de oído. Intervenção no Ciclo de Debates Liquidación por derribo: leer, escribir y pensar en la Universidad - La Central. Barcelona, abril - 2008. Disponivel em: . Acesso em: 19 mar. 2020

LARROSA, Jorge. Lenguaje y educación. Rev. Bras. Educ. [online]. 2001, n.16, pp.68-80.

LINO, Dulcimarta Lemos. Experiências Poético-Sonoras na Infância. Vídeo. São Leopoldo: UNISINOS, 2005.

LINO, Dulcimarta Lemos. Barulhar: a escuta sensível da música nas culturas da infância. Tese (Doutorado em Educação) Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008.

LÓPEZ, Maria Emilia. Breve ensaio sobre a palavra poética e a proteção simbólica da infância. In: PRADES, Dolores; MEDRANO, Sandra (Coords). Seminário Internacional 2018: Arte, palavra e leitura na primeira infância. 1.ed. São Paulo: Instituto Emília, 2019. Disponível em: . Acesso em: 19 mar. 2020

MACHADO, Silvia de Ambrosis Pinheiro Machado. Canção de Ninar Brasileira: Aproximações. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2017.

MELO, Verissímo. Folclore Infantil. São Paulo: Editora Itatiaia, 1985.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Signos. Tradução de Maria Ermantina Galvão Gomes Pereira. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

NANCY, Jean Luc. Política e/ou Politica. ALEA. Rio de Janeiro, vol. 17, n.1, p. 166-178, jan-jun, 2015. Disponível em: . Acesso em: 19 mar. 2020

NANCY, Jean-Luc. A la escucha. Buenos Aires: Amorrortu, 2007. Colección Nómadas.

NANCY, Jean-Luc. Archivida. Del Sintiente y del sentido. 1 ed. Ciudad Autonoma de Buenos Aires: Quadrata, 2013. Colección Contemporaneos.

NANCY, Jean-Luc. El arte hoy. Prólogo de Daniel Alvaro. Ciudad Autónoma de Buenos Aires: Prometeo Libros, 2014.

NANCY, Jean-Luc. El olvido de la filosofia. Traducción Pablo Perera Velamazán. Madrid: Arena Libros, 2003.

NANCY, Jean-Luc. Fazer, a poesia. ALEA: Rio de Janeiro, v.15, n.2, p.414-422, jul-dez 2013a. Disponível em: . Acesso em 10 jun. 2019.

NANCY, Jean-Luc. Que significa partir? Buenos Aires: Capital Intelectual, 2016.

NANCY, Jean-Luc. Ser singular plural. Madrid: Arena Libros, 2006.

NANCY, Jean-Luc. La posibilidad de un mundo. Diálogo con Pierre-Philippe Jandin. Traducción de Isidro Herrera. Madrid: Arena Libros, 2019.

RICHTER, Sandra Regina Simonis; BERLE, Simone. A pedagogia como gesto poético. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 40, n. 4, p. 1027-1043, out./dez. 2015.

RODRIGUES, Joao Barbosa. Poranduba Amazonense. Rio de Janeiro: Typ. De G. Leuzinger, 1890.

SKLIAR, Carlos. Dar infancia a la niñez. Entrevista concedida a Carolina Duek. El Psitio | Cultura y Educación em 4 de Dez. 2018. Disponível em: Acesso em 10 dez. 2018.

STOLF, Maria Raquel da Silva. Entre a palavra pênsil e a escuta porosa: [investigações sob proposições sonoras]. 2011. 324 p. Tese. Doutorado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. Disponível em: Acesso em mar. 2020.

VELOSO, Caetano. Velô. São Paulo: Phillips Records, 1984.

VIEIRA, Ana Paula Leite. Cecília Meireles e a educação da infância pelo folclore. 2013. 182. Dissertação (Mestrado) Universidade Federal Fluminense, Instituto de Ciências Humanas e Filosofia, Departamento de História, Niterói, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.17058/signo.v45i83.14948

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo