Configuração discursiva: uma nova proposta terminológica para compilação de textos formal e tematicamente semelhantes

Bruna Longo Biasioli

Resumo


Ao se conceitualizar o texto, diversas perspectivas podem ser tomadas como base, como a Linguística Textual, a Análise do Discurso, a Semiótica. Dessa forma, cada corrente enxerga, define e analisa o texto sob a visão de seus teóricos e de seus conceitos. Sendo assim, os termos que são dados aos conceitos estabelecidos por cada teoria são, também, particulares, podendo se diferenciar entre elas, ainda que definindo um mesmo objeto. De acordo com o senso comum, o grupo de textos com características formal e tematicamente semelhantes recebe o nome de gênero ou tema, no entanto, propõe-se, com este trabalho, que se trate de uma configuração discursiva, diferenciando o conceito de gênero, segundo Bakhtin (1997), Marcuschi (2002), Fontanille (1999) e Fairclough (2001), e o conceito de tema, segundo Fiorin (1989) e Greimas e Courtés (1979), da noção de configuração discursiva, proposta pela teoria semiótica greimasiana.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/signo.v38i64.3391

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo