Padrões de lexicalização no português brasileiro

Dorival Gonçalves Santos Filho, Heronides Maurílio de Melo Moura

Resumo


As línguas neolatinas pertencem a um padrão de lexicalização em que a raiz verbal expressa os primitivos semânticos de MOVIMENTO e TRAJETÓRIA, deixando o MODO ou CAUSA serem expressos por um advérbio ou gerúndio. Em línguas de origem germânica, ao contrário, os verbos lexicalizam os primitivos semânticos de MOVIMENTO, MODO ou CAUSA; já a TRAJETÓRIA é expressa por um elemento gramatical associado ao verbo. Com base em alguns conceitos de evento de movimento, norteados pela semântica cognitiva, análise de exemplos retirados da obra O Hobbit e O Senhor dos anéis, o presente estudo mostrará, pelo menos, três padrões de lexicalização ao qual o português brasileiro se encaixa.

Palavras-chave


Padrão de lexicalização. Primitivos semânticos. Padrão híbrido.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/signo.v41i71.7099

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo