RURBANIDADES, TIC E DESENVOLVIMENTO REGIONAL: ESTUDO DAS PRÁTICAS E DOS SENTIDOS DA RURBANIDADE MANIFESTAS NOS VALE DO RIO PARDO E VALE DO CAÍ/RS-BRASIL

Kimberly Samantha Ebert Lessing, Vinícius Silveira dos Santos, Ângela Cristina Trevisan Felippi, Cidonea Machado Deponti

Resumo


A presença de animais de tração dentro das cidades e de escolas, as hortas urbanas e a jardinagem nas casas são exemplos da ação da rurbanidade, a qual é caracterizada pela mescla entre os elementos que são referentes ao urbano e ao rural. Similarmente, há aspectos tradicionalmente atribuídos às cidades que podem ser observados no meio rural. Nesse sentido, um ponto a ser destacado é a presença das TICs no meio rural. Diante de tal contexto, observa-se que a presença destas tecnologias emerge como um novo ponto a ser investigado. Assim, a pesquisa tem como objetivo entender essas transformações que ocorreram, tanto nas cidades quanto no campo, devido ao processo de modernização produtiva, iniciado ainda no século XX. Portanto, o estudo visa analisar as manifestações rurbanas no Vale do Rio Pardo e no Vale do Caí, a fim de compreender quem são seus atores, quais suas práticas, como o fenômeno é visto pela mídia e a forma que os sujeitos envolvidos percebem a si mesmos. Vale salientar ainda que o projeto também conta com a participação de dois pesquisadores do Doutorado em Ciências Sociais da Universidad Nacional de Río Cuarto (UNRC), na Argentina, os quais realizam estudos semelhantes a este no país vizinho. Neste momento, a pesquisa volta-se à análise da presença dessas tecnologias no meio rural, enquanto, inicialmente, aprofundou-se na bibliografia em relação ao tema. Por isso, o foco, agora, é a busca de dados secundários referentes à presença dessas tecnologias tanto no Vale do Rio Pardo, como no Vale do Caí, utilizando os bancos de dados do IBGE, CETIC e ANATEL. Nesse sentido, segundo o IBGE (2019), na Região Sul, tanto no meio urbano, quanto no rural, há um forte uso do celular como principal meio de acesso à internet nos domicílios, seguido do microcomputador, evidenciando a relevância dos telefones móveis para a universalização do acesso à internet. Enquanto verificou-se a paridade do uso da internet nos telefones celulares entre as áreas urbanas e rurais, o uso dos microcomputadores é consideravelmente maior nas cidades.Similarmente, com base no IBGE (2010), notou-se uma forte presença do rádio e da televisão nos domicílios localizados no Vale do Rio Pardo, estando, em média, em 95% para ambas as categorias. Por se tratar de regiões com características semelhantes, no Vale do Caí, estes dados não apresentaram notáveis diferenças, porém a presença do microcomputador é consideravelmente maior, apresentando uma média de 38%, enquanto no Vale do Rio Pardo esse valor era de 24%. Por fim, mantiveram-se as reuniões periódicas com os membros do grupo de pesquisa a fim de debater essas questões referentes aos efeitos da rurbanidade. Dessa forma, com os dados levantados até então, pode-se identificar a presença das TICs dentro do rural e principalmente nos dois vales estudados até então. Sendo possível destacar o telefone celular como a principal TIC dentro dos dois meios. Deste modo, viabiliza-se a formulação de novos conhecimentos a respeito do fenômeno em estudo, qualificando ações que visam impulsionar transformações positivas nos diversos territórios.



ISSN 2764-2135