A CONEXÃO DE CONHECIMENTOS EM ATIVIDADES DE EXTENSÃO

Eduarda Marina Pereira, Daniela Machado de Oliveira, Hélio Afonso Etges

Resumo


O Projeto Conexão Escola e Universidade: sujeitos, ações e saberes iniciou suas atividades em 2018, dentro do Programa Unisc-Escola. Seu principal objetivo é atuar junto às escolas e contribuir para o processo de aprendizagem de crianças e jovens, oferecendo oficinas, palestras e conteúdos educativos a esse público, bem como a seus professores e pais/responsáveis. Essas atividades abordam cada temática de forma dinâmica, integrando assuntos cotidianos aos que são trabalhados em sala de aula e na universidade. Assim, as ações são desenvolvidas e aplicadas de forma coletiva pelos participantes, visando a interlocução entre todos os envolvidos no projeto, a integração de teoria e prática na construção de saberes e no atendimento às demandas do público-alvo. Nos dois primeiros anos, o Conexão realizou atividades presenciais nas escolas e na universidade e, a partir de 2020, passou a atuar de forma remota, adaptando palestras e oficinas, além de disponibilizar conteúdos aos professores em plataformas digitais. Nessa metodologia, a interdisciplinaridade é essencial. Ela pode ser entendida como uma forma de buscar conhecimento baseada na articulação entre duas ou mais áreas de estudo, que compartilham métodos, teorias e objetos na intenção de produzir saberes e encontrar soluções abrangentes que se apliquem a contextos comuns a esses campos. Na extensão universitária, isso é relevante tanto no sentido de potencializar as relações entre indivíduos e componentes curriculares, quanto de articular teoria e prática. Com isso, amplia-se a possibilidade de construir ações extensionistas significativas, que impactam o público-alvo, oferecendo experiências de qualidade e contribuindo na sua relação com o conhecimento. Este cenário promove ainda o desenvolvimento dos professores e estudantes universitários que praticam a extensão, impulsionando mudanças em suas visões de mundo e formas de aprender, ensinar e atuar no mercado de trabalho. Por isso, a interdisciplinaridade está na origem do Projeto Conexão e pode ser identificada em materiais produzidos pelos seus integrantes. Um deles é o “Proteja a Praia”, desenvolvido pela professora Karina Meneghetti e seus alunos na cadeira de “Vivências Comunitárias”, no curso de Direito da Unisc Montenegro e Capão da Canoa. O objetivo desse trabalho é conscientizar a comunidade sobre atitudes que prejudicam o ambiente da praia e as questões jurídicas envolvidas. Assim, o Conexão foi incluído no projeto, no qual trabalharam, além dos acadêmicos do curso de Direito, extensionistas das áreas de Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Letras Português-Inglês. Neste processo, foram realizadas reuniões virtuais, nas quais todos os aspectos do material foram definidos conjuntamente. O resultado foi a produção de sete modelos de abanadores para serem distribuídos na praia, cada um com cor e temática específica, além de um site. Esse modelo de trabalho foi utilizado pelo Conexão em seu período de existência, no qual realizou mais de 38.800 atendimentos, contabilizando 17.179 beneficiados, e atingiu nas redes sociais cerca de 3.050 visualizações e 1.450 pessoas, em 2020, e 736 pessoas até julho de 2021. Isso demonstra a relevância do trabalho interdisciplinar realizado pelo projeto e o alcance de suas ações, que contribuem para a formação cidadã, ampliando as perspectivas de seu público e dos seus integrantes em relação à educação e à profissionalização, além de impactar no desenvolvimento da comunidade.



ISSN 2764-2135