A IMPORTÂNCIA DA COMUNICAÇÃO E INFORMAÇÃO EM SAÚDE

Cassiandra Sampaio Joaquim, Marcus Vinicius Castro Witczak

Resumo


A saúde é o resultado de um processo de produção social que expressa a qualidade de vida de uma população, entendendo-se qualidade de vida como uma condição de existência dos homens no seu viver cotidiano, um "viver desimpedido", um modo de "andar a vida" prazeroso, seja individual seja coletivamente. A partir deste entendimento e de um conceito ampliado de saúde, ações condicionantes e determinantes sociais da saúde, chamadas de promoção da saúde são pensadas e dirigidas com o objetivo de impactar favoravelmente a qualidade de vida dos indivíduos e da população. Sendo assim, o Serviço de Reabilitação Física da Universidade de Santa Cruz do Sul  (SRFis), promove à atenção em saúde de maneira prática, multiprofissional e interdisciplinar, ofertando atendimento as pessoas com deficiências específicas e aos seus cuidadores. O SRFis, é um projeto de extensão universitária com atuação multiprofissional, envolvendo as áreas de Fisioterapia, Enfermagem, Psicologia, Serviço Social e Terapia Ocupacional, que prima promover à atenção em saúde e a formação dos profissionais. Trata-se de um serviço-escola, que oferece estágio curricular na área da Psicologia. Desta forma, objetiva-se aqui, apresentar uma ação em saúde realizada no serviço por uma estagiária em Psicologia. Este, concerne um estudo descritivo com uma perspectiva qualitativa, que descreverá uma ação em saúde, intitulada “Comunicação e informação em saúde” que   aconteceu ao longo do estágio integrado em Psicologia no período de 2020/2 a 2021/1. A partir da participação das práticas de triagem no serviço, observou-se que os usuários que tiveram algum membro amputado e que procuravam SRFis para realizar pedidos de próteses, ao se depararem com essa nova realidade, além de estarem emocionalmente frágeis, precisavam acessar informações importantes sobre a dinâmica de protetização. Com o objetivo de facilitar o acesso a essas informações de como se dá o processo de protetização, foi proposto a elaboração de um material gráfico (folder) que abordasse de maneira didática, objetiva e lúdica, os processos de tratamento de feridas, pré e pós protetização. O percurso da elaboração do folder se deu em cinco etapas, que aconteceram entre os meses de março e julho do corrente ano: pesquisa de conteúdo, elaboração do folder, apresentação e aprovação do folders para equipe multiprofissional, impressão dos folders e entrega ao serviço. Sendo assim, os objetivos foram alcançados, a medida que o SRFis incorporou na prática da triagem a orientação e a distribuição do folder ao usuário do serviço, pois essas ações, objetivam ampliar o acesso da população a informação, aos serviços saúde e promover a qualidade, a integralidade, a equidade e a humanização na atenção à saúde.

 




ISSN 2764-2135