OBSERVATÓRIO DA EDUCAÇÃO DO CAMPO NO VALE DO RIO PARDO E GEOSAÚDE CONSTRUINDO MAPAS TEMÁTICOS PARA CONHECER A REGIÃO.

Juliano Soares Ávila, Cheron Zanini Moretti, Camilo Darsie de Souza, Patrick Luiz Martini, Daniel Felipe Schroeder, Marlon Antonio Bianchini, Cheron Zanini Moretti

Resumo


Introdução: a cartografia faz parte da vida das sociedades humanas desde os tempos mais remotos, como forma de representar o ambiente em que se encontravam, favorecendo a ampliação de seus domínios territoriais, possibilitando as suas ocupações e registrando aspectos naturais e culturais. Além disso, é uma ferramenta potente para explicitar os saberes de uma sociedade. Atualmente, com o uso de softwares, consegue-se aprimorar o desenvolvimento e ampliar o alcance dos mapas. Objetivos: Apresentar o movimento de colaboração entre Observatório de Educação no Vale do Rio Pardo e GeoSaúde, através da elaboração de mapas temáticos para caracterização e compreensão do território de pesquisa na educação e na saúde. Metodologia: trata-se de um estudo quanti-qualitativo que visa organizar as informações socioeconômicas e físico-geográficas da região do Vale do Rio Pardo por meio de mapas temáticos. Partindo-se de dados e estudos disponibilizados em sites públicos e da “filtragem” pelos vinte e três municípios que compõem a região segundo definição do Conselho Regional de Desenvolvimento. As malhas cartográficas para a formação base dos mapas, foram obtidas no portal de geociências do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, bem como os indicadores socioeconômicos das projeções e do Censo de 2010, também realizados pelo mesmo instituto. Os dados físico-geográficos foram obtidos nos sites da Fundação Estadual de Proteção Ambiental, Agência Nacional de Águas e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, além do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Para a organização dos dados, produção cartográfica e layout dos mapas foi utilizado o software livre Qgis 3.14. Resultados e discussão: Foram produzidos dez mapas divididos em grupos que apresentam informações e áreas afins. Dois mapas apresentam a localização espacial da região abrangida pelos vinte e três municípios do Vale do Rio Pardo, três mapas são compostos por informações físico-geográficas (hipsometria e hidrografia, uso e classificação dos solos e classificação vegetal) e cinco de caráter socioeconômico e educacional. Estes mapas serão disponibilizados nos sites GeoSaúde e Observatório da Educação do Campo no Vale do Rio Pardo com livre acesso e uso permitido por meio de citação de autores/as. A cartografia, neste contexto, consegue representar com multiplicidade de dados que, por muitas vezes, são encontrados de forma esparsa e textual, ademais, o seu uso consegue, por sua diversidade de abordagem, tratar as realidades sociais, econômicas e físicas de forma criativa, além de facilitar a leitura e compreensão do espaço para inúmeros leitores/as. Auxilia planejamentos estratégicos do poder público, bem como qualifica a articulação em defesa da educação do campo. Conclusão: Os mapas apresentados e disponibilizados, apresentam as particularidades de cada munícipio, criando comparações e paridades paridades na região representada. Além disso, possibilitam um exercício de decodificação, interpretação e avaliação do espaço por temas, em diferentes níveis. Nesse contexto, a representação dos processos humanos e físico-geográficos, por meio de mapas, oportuniza o diálogo na pesquisa sobre educação e saúde no Vale do Rio Pardo.



ISSN 2764-2135