DESENVOLVIMENTO DE UM EQUIPAMENTO PARA PRODUÇÃO DE MICROALGAS EM SISTEMA ALGAE TURF SCRUBBER

Thiago de Jesus Ferreira, Rosana de Cassia de Souza Schneider, Tiele Medianeira Rizzetti, Luana Bertolo Y Castro Bender

Resumo


O presente trabalho busca apresentar o processo de desenvolvimento do projeto de um ATS – Algal Turf Scrubber, com o objetivo de promover melhorias pontuais em um design pré-estabelecido, cuja necessidade foi identificada durante a utilização de um equipamento que foi desenvolvido e implementado anteriormente pela equipe de especialistas. O propósito de um ATS é oferecer um ambiente com condições favoráveis para que as microalgas possam se desenvolver de forma adequada, bem como os nutrientes necessários, contidos em efluentes que são recirculados através do sistema. O emprego das microalgas é vantajoso em situações diversas, pois possibilita o tratamento de efluentes, que podem ser resultantes de processos industriais, processos agrícolas, tratamento de esgoto, entre outros, realizando a remoção de parte de seus nutrientes e capturando uma quantidade de CO2 da atmosfera. Assim, formam uma biomassa que pode ser aproveitada posteriormente em algum processo que possibilite a obtenção de energia elétrica e desenvolvimento de bioprodutos, como ração animal, biocombustíveis e biofertilizantes. As possibilidades de melhorias que foram identificadas durante a utilização do equipamento de design anterior, as quais são objeto de desenvolvimento do presente trabalho, trata-se daquelas que tangem o manuseio do equipamento, sua manutenção, suas regulagens, sua adaptabilidade, a possibilidade de agregação com outros equipamentos, bem como sua durabilidade. Para a colheita de biomassa o equipamento foi desenvolvido permitindo a retirada da tela de fixação para a raspagem da biomassa. Para a manutenção das espécies e reinício de outro processo sequencial é possível deixar uma parte da biomassa aderida à tela. A metodologia de desenvolvimento do equipamento em aço inoxidável foi a observação do equipamento já desenvolvido em calhas de luminárias e reuniões com especialistas do grupo de pesquisa. O design do projeto foi desenvolvido com o software CAD Solidworks. Para a recirculação está previsto o acoplamento de um tanque contendo a água a ser tratada, bem como bomba elétrica que fará a reentrada dos fluidos no sistema. Para manutenção da temperatura adequada para a proliferação das microalgas, será utilizado um aquecedor no tanque. O design mais atual atendeu aos requisitos propostos pelos especialistas do projeto e se encontra em fase de orçamentos para confecção do equipamento, que deverá passar por testes de funcionamento ainda em 2021 para posterior aumento de escala. A unidade projetada pode ser desenvolvida com diferentes comprimentos para testes de biorremediação e estudo de variáveis do processo.




ISSN 2764-2135