EXPERIMENTAÇÃO NO ENSINO DE CIÊNCIAS PARA O APRENDIZADO DE SURDOS

Joilson da Rosa Brito, Ana Lúcia Becker Rohlfes, Wolmar Alipio Severo Filho

Resumo


Cada vez mais o ensino de Química tem inovado seus métodos de aprendizagem, tendo emvista uma compreensão maior dos conteúdos por parte dos alunos. Assim, o professor deQuímica vem utilizando várias estratégias, entre elas o uso da experimentação em sala de aula.Os experimentos por sua vez se tornam instrumentos motivadores, atraentes, estimuladores efacilitadores do processo de ensino e aprendizagem e da construção do conhecimento. Assim,o bolsista PIBID-QUÍMICA/UNISC, que atua na Escola Estadual de Ensino Médio NossaSenhora do Rosário, na forma de monitoria realizada semanalmente com os alunos do 9° anodo Ensino Fundamental trabalha com o uso de experimentos (aulas práticas) aliado ao ensinode surdos, objetiva auxiliar no aprendizado dos alunados, mostrando que a Química pode serestudada de maneira simples e divertida, melhorando a compreensão dos mesmos, já que estesutilizam muito a parte visual para a aprendizagem. A monitoria ocorre em parceria com aprofessora titular da turma, uma vez que a mesma auxilia o bolsista na comunicação com osalunos, realizando a interpretação. Participam das atividades seis alunos surdos. São realizadosexperimentos de acordo com o conteúdo trabalhado em sala de aula pela professora, como porexemplo: misturas homogêneas e heterogêneas, densidade e ácidos e bases. Para fixar melhoro conhecimento adquirido pelos alunos, são realizadas, ao final de cada monitoria, algumasperguntas relacionadas com o experimento trabalhado no dia, que são devidamente respondidasem seus cadernos. Por apresentarem ausência, perda ou diminuição considerável do sentido daaudição estes alunos acabam aperfeiçoando outros sentidos, como visão e tato, que sãoconstantemente estimulados pelos professores em sala de aula, através da Língua Brasileira deSinais - LIBRAS e por meio de imagens, vídeos e parte escrita. Muitas vezes isto não é osuficiente para despertar a curiosidade e auxiliar na aprendizagem. Com a realização dosexperimentos pode-se perceber um maior interesse e aprendizado dos alunos, onde os mesmosse tornam motivados a participar, auxiliando no desenvolvimento do experimento, realizandodiversas perguntas e sanando suas curiosidades. O uso de experimentação como um recurso naeducação só tem a acrescentar na aprendizagem dos alunos, pois estes costumam trabalharmelhor quando lidam com situações divertidas. Será dada continuidade a essas atividades, umavez que estas despertaram grande interesse e resultados positivos tanto para alunos quando parao professor, ocorrendo uma aprendizagem mútua.Palavras-chave: Experimentação, Surdos, Química, Ensino.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.