METODOLOGIA ATIVA NA ÁREA DE FÍSICA – PROJETO SOBRE LANÇAMENTO OBLÍQUO

Gustavo Henrique Menzel, Cláudia Mendes Mählmann

Resumo


Nas experiências vivencias pelo PIBID, sempre temos um feedback pessoal sobre as atividades realizadas. Todas as experiências vividas são unidas de forma a preparar a visão de como seria uma aula onde se tivesse a garantia de que os alunos realmente aprendessem o que é proposto, sonho de todo professor. Neste contexto, se discute bastante a respeito da aplicação de metodologias ativas em ambiente escolar e a obtenção de melhores resultados do processo ensino-aprendizagem. Metodologias ativas são um conjunto de técnicas que foram aplicadas em aulas de monitoria do PIBID-Física da Unisc no ano de 2017, com a utilização da aprendizagem baseada em projetos. Como se sabe, as metodologias ativas colocam o estudante como protagonista na construção do conhecimento, isso deve-se à interação direta com o objeto de estudo. Como estudantes, somos apresentados a estas metodologias a fim de que, mais tarde, estas possam ser aplicadas em nossas aulas. Em uma das turmas de 1º ano de Ensino Médio foi proposto pelo bolsista, juntamente com o professor titular, que o conteúdo sobre lançamento oblíquo fosse abordado a partir da realização do projeto de confecção de foguetes a partir de garrafas PET pela turma. Inicialmente a ideia foi apenas propor que os alunos fizessem os foguetes, sem o compromisso de pesquisa e estudos mais aprofundados, tornando a prática com pouco valor para a aprendizagem. Porém, em diálogo com o professor titular esta ideia foi aplicada dividindo a atividade em três etapas. A primeira etapa foi a elaboração do projeto (teoria), onde os alunos propuseram o projeto de montagem do foguete, justificando sua proposta, considerando que por ser um projeto buscamos desenvolver as competências e habilidades dos alunos; a execução do projeto. A segunda etapa foi a confecção/montagem do foguete, onde neste ponto se torna claro se a pesquisa realizada por eles atende o necessário1 Acadêmico do Curso de Física Licenciatura da Universidade de Santa Cruz do Sul, bolsista de iniciação à docência PIBID – UNISC.2 Docente do Departamento de Química e Física da Universidade de Santa Cruz do Sul, coordenadora da área de Física do PIBID – UNISC.para a montagem do projeto. Nesta etapa surgem diversas discussões e questionamentos, pois é onde surgem as dificuldades e dúvidas. E por último, será feito o lançamento dos foguetes com realização de medidas de tempos e distâncias, observação de trajetórias, entre outros. A finalização da atividade envolverá a confecção de um relatório de atividades. Este projeto está em andamento, mas já percebemos grande interesse pela proposta por parte dos alunos. Após a finalização das atividades será realizada a análise da mesma com a finalidade de verificar se houve ganho de aprendizagem.Palavras-chave: Metodologia ativa. Ensino baseado em projeto. PIBID Física.Keywords: Active methodology. Project-based teaching. PIBID Physics.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.