O lúdico enquanto ferramenta de aprendizagem teórica

Andréa Ferreira Steffens, Caroline de Freitas Oliveira, Alexandre Rieger

Resumo


A partir do conceito das brincadeiras como estratégia de ensino (MODESTO e RUBIO, 2014) que possibilita maior desenvolvimento físico, cognitivo, psicológico e estímulo do desenvolvimento do aluno, o lúdico se torna ferramenta para agregar a aprendizagem do conteúdo desenvolvido nas aulas teóricas. Objetivou-se desenvolver atividades lúdicas que abordassem e discutissem os temas previamente trabalhados com a professora titular de modo a contextualizá-los na realidade do aluno e assim contribuir para um aprendizado significativo. As atividades de monitoria foram realizadas na Escola Municipal de Ensino Fundamental São Canísio, no primeiro semestre de 2017, com uma turma de sétimo ano com dezenove alunos. As atividades foram trabalhadas sempre com um intervalo de pelo menos uma semana pós-conteúdo, sendo em forma de atividades lúdicas principalmente como jogos, incluindo questões e desafios. Para a aprendizagem dos conteúdos Vírus e Bactérias, foram realizadas três atividades, dentre elas o Jogo dos Vírus, no qual foram distribuídos papeis de três cores diferentes, representando vírus, bactéria e célula, intercalados entre os alunos. Assim, eles puderam entender de maneira divertida a importância das vacinas e dos cuidados. Na atividade sobre bactérias, foram usadas três garrafas pets, cada uma com um substrato diferente, como sal e açúcar por exemplo, depois foi acrescentado em todas fermento biológico e água quente, sendo tapado rapidamente o gargalo da garrafa com um balão que enchia conforme a fermentação. Como fechamento dos conteúdos anteriormente trabalhados, foi realizada uma terceira atividade chamada de Caixa Musical. Nesta, uma música da preferência dos alunos era tocada enquanto a caixa era passada entre eles, quando a música parava o aluno que estivesse com ela responderia uma das perguntas relativas a discussão. Com bases nessas atividades foi possível perceber um interesse maior dos alunos nas aulas de ciências e da importância de compreender e relacionar o conteúdo previamente trabalhado com as atividades lúdicas propostas, levando em consideração que para participar mais ativamente das brincadeiras eles precisavam revisar em casa os conteúdos trabalhados. Pode-se dessa forma facilitar a compreensão tornando a aprendizagem significativa, tornando as aulas mais dinâmicas e divertidas com a metodologia lúdica, porém, sempre priorizando a educação e aproximando o conteúdo trabalhado da realidade dos alunos.1 Graduandas do Curso de Ciências Biológicas/Licenciatura, bolsista de iniciação à docência,Biologia, UNISC.2 Professor Doutor de Ciências Biológicas/Licenciatura, coordenador PIBID/Biologia, UNISC.PALAVRAS CHAVES: Atividades lúdicas. Jogos didáticos. Conceito de brincadeiras.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.