Sites interativos: uma ferramenta para o estudo da Tabela Periódica

Cátia de F. Corrêa Mayer, Angela Cristina Kroth, Ana Lúcia Becker Rohlfes, Wolmar Alípio Severo Filho

Resumo


A partir do acompanhamento e observações regulares de uma turma de 1º ano do Ensino Médio, na EEEM Nossa Senhora do Rosário, subprojeto de química, no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação a Docência – PIBID, em Santa Cruz do Sul-RS, foi possível aprimorar a percepção sobre a realidade escolar no processo ensino-aprendizagem desta disciplina e perceber a necessidade de aproximar a teoria da prática, para que realmente aconteça a consolidação da construção do conhecimento. Neste sentido, em função do recente início das atividades como bolsista PIBID na referida escola, foi proposta uma atividade no tema “tabela periódica dos elementos” cujo conteúdo está sendo trabalhado neste momento. Inicialmente foi conversado com a professora titular da turma sobre a possibilidade de realizar uma atividade lúdica. Em função desta ideia ter sido recebida com muita receptividade, participação e contribuição, a aula a ser aplicada foi planejada em conjunto. Em um primeiro momento, os alunos serão encaminhados ao laboratório de informática, no qual se reunirão em grupos de 2 a 3 componentes num total de 8 a 9 grupos. Cada grupo fará a pesquisa de uma família da tabela periódica, em sites interativos sugeridos, como, por exemplo, “ptable” e “tabela periódica de Enevoldsen”, identificando propriedades físicas e químicas de elementos da mesma família, assim como fazendo a descrição de usos práticos e onde são encontrados. Como o espaço físico da escola conta com uma grande área verde ao ar livre, o segundo momento da atividade consistirá em procurar alguns elementos pesquisados, previamente colocados em lugares estratégicos, de forma física, concreta, que possam ser relacionados com a aplicação prática e o uso no cotidiano e vida das pessoas. Para esta etapa, foram selecionados dois elementos de cada família, de forma que o aluno possa visualizar sua existência, de forma empírica, e também desconstruir o conceito negativo de que os químicos, em geral, são substâncias nocivas. A expectativa é de que os discentes sejam motivados a conhecer e se relacionar com a química de1Graduanda, Bolsista de Iniciação à Docência, Subprojeto Química, Escola Estadual deEnsino Médio Nossa Senhora do Rosário, UNISC.2Graduanda, Bolsista de Iniciação à Docência, Subprojeto Química, Escola Estadual deEnsino Médio Santa Cruz, UNISC.3Doutor(a), Coordenadores de Área, Subprojeto de Química, UNISC.uma forma mais real, promovendo uma melhoria no processo ensino-aprendizagem. Cabe salientar que o objetivo será considerado alcançado se houver a interpretação e interação entre a tabela periódica dos elementos, cheia de símbolos e números, com as substâncias e utensílios que são utilizados diariamente, constatando que o objeto de estudo da química são os átomos (elementos) formadores de cada matéria.Palavras-chave: Sites interativos. Tabela periódica. Elementos no cotidiano.

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.