Toxoplasmose gestacional: uma revisão da literatura

Patrícia Micheli Tabile, Raquel Montagna Teixeira, Mariana Crespo, Ivana Meiger Fuhrmann, Rodrigo Cesar Matras, Guilherme Toso, Leandro Assmann, Cristiane Pimentel Hernandes Machado

Resumo


Justificativa e objetivos. A toxoplasmose é uma doença infecciosa causada pelo parasita Toxoplasma gondiie apresenta elevadas taxas de transmissão vertical, podendo chegar a 65% no terceiro trimestre de gestação. O foco principal foi revisar o diagnóstico e manejo da toxoplasmose gestacional, destacando a importância do rastreio na gestação com solicitação de sorologias precocemente durante o pré-natal. Conteúdo. As principais formas de contrair a toxoplasmose gestacional são a ingestão de carnes mal cozidas e verduras mal lavadas e, ainda, o contato direto ou indireto com oocistos presentes nas fezes de gatos. O diagnóstico da toxoplasmose gestacional é feito através da pesquisa de anticorpos específicos das classes IgG e IgM contra Toxoplasma gondii em amostras de soro e o rastreamento é obrigatório durante o pré-natal. Apesar disso, essa doença apresenta alta prevalência no Brasil, com 60 mil novos casos ao ano, sendo considerado um grave problema de saúde pública. O tratamento varia de acordo com o período gestacional e baseia-se na administração de espiramicina, podendo ou não ser alternado sulfadiazina, pirimetamina e ácido fólinico, tendo como objetivo diminuir as sequelas para o recém nascido. Conclusão: Assim, entende se que para o diagnóstico das infecções agudas a triagem sorológica é amais indicada e para tratamento, uma vez detectada a soroconversão na grávida, deve ser imediatamente iniciada terapêutica com espiramicina. Descritores: Toxoplasma. Toxoplasmose congênita. Doenças transmissíveis. Transmissão vertical de doença infecciosa. Cuidado pré-natal.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/reci.v5i3.5178



Direitos autorais

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo




Revista de Epidemiologia e Controle de Infecção - ISSN 2238-3360

Hospital Santa Cruz
Núcleo de Epidemiologia Hospitalar/Comissão de Controle de Infecção
Rua Fernando Abott, 174
Santa Cruz do Sul - RS - Brasil