Reorganização logística e uso do território no Estado de São Paulo: o PDDT e os Centros Logísticos Integrados

Vanderlei Braga, Leandro Trevisan

Resumo


Buscamos neste trabalho analisar e interpretar o rearranjo da logística no território paulista através do estudo das diretrizes do Plano Diretor de Desenvolvimento dos Transportes (PDDT-Vivo 2000/2020) e, especificamente, do projeto de implementação dos Centros Logísticos Integrados no Estado de São Paulo. O PDDT, concebido pela Secretaria de Transportes do Governo do Estado de São Paulo, possui diretrizes que buscam atender demandas corporativas por maior fluidez do território, através da reorganização dos sistemas de movimento. O projeto dos CLI´s, componentes tomados como fundamentais pelo PDDT, são analisados como um híbrido de técnicas e normas que oferecem aos seus usuários (sobretudo aos grandes operadores logísticos) maiores níveis de competitividade. Dessa forma, consideramos o PDDT como um todo e o projeto dos CLI´s em particular, sobretudo o CLI Sul, como expressões da busca incessante pela expansão da logística em pontos selecionados do território paulista, intensificando assim um uso corporativo do território.

Palavras-chave


Logística; Centros Logísticos Integrados; Operadores Logísticos; Território Brasileiro

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/redes.v15i1.1030

Flag Counter

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo