Capital social étnico e desenvolvimento comunitário: o caso da organização de mulheres indígenas Masehual Siuamej Mosenyolchikauanij

Autores

  • Alex Pizzio Universidade Federal do Tocantins. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional.

DOI:

https://doi.org/10.17058/redes.v23i1.11298

Palavras-chave:

Capital social étnico. Comunidades tradicionais. Desenvolvimento comunitário. Cultura como recurso.

Resumo

A promoção do capital social tem se configurado em uma das estratégias mais recorrentes, por parte de governos e organismos internacionais, na busca da superação da pobreza e da diminuição das desigualdades sociais. O objetivo deste artigo é demonstrar, por meio de um estudo de caso, as possibilidades de o capital social de cunho étnico constituir-se em um instrumento de transformação social e, ao mesmo tempo, ser um mecanismo de desenvolvimento comunitário local. Trata-se de um estudo realizado junto à organização de mulheres indígenas Masehual Siuamej Mosenyolchikauanij em Cuetzalan del Progreso, no México. Os dados aqui apresentados foram obtidos por meio de registros etnográficos durante o primeiro semestre do ano de 2017. Utilizou-se a técnica da observação participante e entrevistas em profundidade. Conclui-se que o capital social étnico é um recurso importante para o desenvolvimento das comunidades na região, uma vez que contribui para uma ampliação plural dos temas que se encontram envolvidos nas políticas e projetos de desenvolvimento, possibilita a inclusão/integração de um maior contingente de atores sociais em processos de gestão local do desenvolvimento, uma maior inclusão/integração dos sujeitos, diminuindo as desigualdades em termos de status social, e amplia o campo das oportunidades econômicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alex Pizzio, Universidade Federal do Tocantins. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional.

PIZZIO, A.. Embates acerca da ideia de justiça social em relação a conflitos sociais e desigualdades. Revista de Administração Pública (Impresso), v. 50, p. 355-375, 2016. PIZZIO, A.; SILVA, M. M. C. . Território Vulnerável e Desenvolvimento Humano: Uma análise à luz da política pública de assistência social. Desenvolvimento em Questão, v. 14, p. 177, 2016. PIZZIO, A.; CECCHIN, H. F. G. . O Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu na região do Bico do Papagaio: reflexões sobre justiça social. Revista Brasileira de Desenvolvimento Regional, v. 3, p. 111, 2016. PIZZIO, A.; FONSECA, A. J. S. . Concepções de estágio curricular supervisionado em cursos técnicos: o caso do Instituto Federal do Tocantins ? IFTO. Cadernos de Pesquisa: Pensamento Educacional (Curitiba. Online), v. 11, p. 80-104, 2016. PIZZIO, A.; CLETO, E. A. T. . Resiliência e reconhecimento em neocomunidades: o caso da Comunidade Morro São João (TO). INTERthesis (Florianópolis), v. 13, p. 01-22, 2016. PIZZIO, A.; LOPES, J. R. . Controvérsias acerca da certificação de indicação geográfica do Capim Dourado do Jalapão: o caso da Comunidade Mumbuca Mateiros, TO.. POLÍTICAS CULTURAIS EM REVISTA, v. 9, p. 651-673, 2016.  PIZZIO, A.; KLEIN, K. B. . Qualidade de vida no trabalho e adoecimento no cotidiano de docentes do Ensino Superior. Educação e sociedade, v. 36, p. 493-513, 2015. PIZZIO, A.. Políticas de expansão do ensino superior no Brasil: a inclusão cidadã e os obstáculos ao estabelecimento da igualdade de oportunidades.. Universidades: Revista de la Unión de Universidades de América Latina y el Caribe (UDUAL), v. 64, p. 75-88, 2015. PIZZIO, A.. Recognition and resilience in the daily life of Babassu Coconut Breakers in the Legal Amazon.. Indian Journal Of Applied Research, v. 5, p. 683-688, 2015. FREIRSLEBEN, M. ; PIZZIO, A. ; MARON, J. R. L. ; MARTINS, C. M. . Meio ambiente, alfabetização científica e pobreza: evidências e reflexões desta tensa, mas necessária relação.. Revista Brasileira de Ciências Ambientais, v. 35, p. 43-54, 2015. PIZZIO, A.; RODOVALHO, S. A. . Palmas (TO): uma análise acerca do papel do planejamento urbano na produção do espaço na mais nova capital do Brasil.. Cadernos Gestão Social, v. 6, p. 97-106, 2015. PIZZIO, A.; CANCADO, A. C. ; RODRIGUES, W. ; MILAGRES, C. S. F. . Planning and social management in the rural territory of mid-araguaia, Tocantins: the challenges and the possibilities. Revista Brasileira de Gestão e Desenvolvimento Regional, v. 11, p. 149, 2015. PIZZIO, A.; MIGANI, E. . A implementação de uma justiça especializada como um ideal de justiça para o enfrentamento à exploração do trabalho escravo no Brasil.. Revista Mestrado em Direito (UNIFIEO. Impresso), v. 15, p. 173-186, 2015. PIZZIO, A.. As coletividades ambivalentes em contextos de justiça social. Revista Novos Cadernos NAEA, v. 18, p. 1-20, 2015. PIZZIO, A.. Reconhecimento e resiliência no cotidiano de Quebradeiras de coco babaçu. Estudos de Sociologia (Recife), v. 1, p. 1-17, 2014. PIZZIO, A.; SILVA, M. A. R. ; OLIVEIRA, T.J.A. ; CARDOSO, B. F. . A atuação política na formação dos estados de Mato Grosso do Sul e do Tocantins em relação ao separatismo no estado do Pará. Desenvolvimento em Questão, v. Nº 23, p. 222-246, 2013.  PIZZIO, A.. A esfera do trabalho como lócus de justiça social. Revista Brasileira de Desenvolvimento Regional, v. 1, p. 5-31, 2013. CERQUEIRA, E. S. ; PIZZIO, A. . Nuances e interfaces da informalidade na cidade de Palmas, capital do Estado do Tocantins.. Cadernos Naui, v. 2, p. 80-98, 2013. PIZZIO, A.; SANTOS, L. N. . Princípio de paridade participativa, reconhecimento e desigualdade social em Território Rural no Bico do Papagaio (TO). Revista Novos Cadernos NAEA, v. 16, p. 261-280, 2013. PIZZIO, A.. O mundo do trabalho e o mundo dos bens: aspectos da justiça social. Revista Mal-Estar e Subjetividade (Impresso), v. XIII, p. 521-524, 2013. PIZZIO, A.. O trabalho como bem: contribuições ao debate sobre as desigualdades sociais. Tempo da Ciência (UNIOESTE), v. 18, p. 1-23, 2011. PIZZIO, A.. O que define os pobres como pobres: controvérsias acerca do conceito de pobreza. Revista Ágora, v. V.5, p. 96-117, 2010. PIZZIO, A.. Desqualificação e qualificação social: uma análise teórico conceitual. Revista Mal-Estar e Subjetividade (Impresso), v. IX, p. 209-232, 2009. PIZZIO, A.. A sociedade civil e a esfera pública em regimes democráticos: notas sobre a participação popular. Inter-ação (UFG. Impresso), v. 34, p. 173-184, 2009. PIZZIO, A.. As políticas sociais de reconhecimento como elemento de redução das desigualdades sociais. Ciências Sociais Unisinos, v. 44, p. 80-86, 2008. PIZZIO, A.; VERONESE, M. V. . Possibilidades conceituais da sociologia das ausências em contexto de desqualificação. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho (USP), v. 11, p. 51-67, 2008. PIZZIO, A.. A qualificação social nos empreendimentos economicos solidários de reciclagem. ESAC. Economia Solidária e Ação Cooperativa (UNISINOS), v. 2, p. 23-34, 2007. PIZZIO, A.; FREITAG, Aline . Trabalho violência e políticas públicas no contexto de jovens de classes populares. Revista FEMA, Santa Rosa, v. Ano 3, p. 44-56, 2006.

Downloads

Publicado

2018-01-19

Como Citar

Pizzio, A. (2018). Capital social étnico e desenvolvimento comunitário: o caso da organização de mulheres indígenas Masehual Siuamej Mosenyolchikauanij. Redes (St. Cruz Do Sul Online), 23(1), 282-299. https://doi.org/10.17058/redes.v23i1.11298

Edição

Seção

Desenvolvimento Rural no contexto do Desenvolvimento Regional: avanços e retrocessos no Brasil recente