Inundações no Meio Urbano e Vulnerabilidade Social: estudo de caso em Curitiba, Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17058/redes.v24i2.13251

Palavras-chave:

Inundações urbanas, Vulnerabilidade social, Hazus, SIG.

Resumo

Este trabalho aborda as relações espaciais da vulnerabilidade social e as áreas sujeitas à inundações na porção central da Bacia Hidrográfica do Rio Belém, em Curitiba/Brasil. O objetivo do artigo foi identificar regiões de sobreposição da vulnerabilidade social às áreas mais propensas às inundações, obtidas a partir da criação de cenários desse tipo de evento simulados em ambiente SIG, no panorama de vulnerabilidade social identificado pelo Atlas de Vulnerabilidade Social dos Municípios Brasileiros (IPEA, 2015). Os cenários de inundação foram criados através de modelagem computacional com o uso do software Hazus, adaptado às condições brasileiras. A partir daí foi possível identificar possíveis áreas e população afetadas pela massa hídrica simulada. Com os resultados obtidos se pode estimar a população afetada, classificar o grau de vulnerabilidade por inundações e associar à vulnerabilidade social, e assim obter um índice de vulnerabilidade socioambiental devido aos eventos de inundações urbanas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edilberto Nunes Moura, Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Programa de Pós-graduação em Gestão Urbana. Planejamento Urbano e Regional.

Ariadne Stradiotto Frenzel, Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Programa de Pós-graduação em Gestão Urbana. Planejamento Urbano e Regional.

Isabela Ignácio de Moura, Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR

Graduação em Arquitetura e Urbanismo.

Downloads

Publicado

2019-05-03

Como Citar

Moura, E. N., Frenzel, A. S., & de Moura, I. I. (2019). Inundações no Meio Urbano e Vulnerabilidade Social: estudo de caso em Curitiba, Brasil. Redes (St. Cruz Do Sul Online), 24(2), 122-142. https://doi.org/10.17058/redes.v24i2.13251

Edição

Seção

Resiliência pós-desastres: recuperando o desenvolvimento regional