Gestão integrada do transporte público coletivo e relações com cidade digital estratégica: Curitiba e região metropolitana

Denis Alcides Rezende, Ramon Vinicius Ferreira Ramos, Giovana Goretti Feijó de Almeida

Resumo


As cidades estão em constante crescimento e expansão territorial. O objetivo é analisar a gestão integrada do transporte público coletivo e as relações com a cidade digital estratégica. A metodologia da pesquisa enfatizou um estudo de caso sobre transporte público coletivo em Curitiba e região metropolitana. O protocolo de pesquisa se concentrou em 11 variáveis. Os resultados auferidos destacaram a presença dos subprojetos da cidade digital estratégica no modelo vigente de gestão integrada do sistema de transporte público coletivo de Curitiba e região metropolitana. No entanto, não há um documento oficial que especifique as estratégias e metas que sirvam de base para gestões futuras. A conclusão reitera a importância do debate sobre mobilidade urbana, local e regional, referindo-se à integração da gestão dos serviços públicos nos e entre os municípios. Destaca-se que quando se tem um sistema de transporte público coletivo estrategicamente planejado e implementado adequadamente se contribui com o desenvolvimento urbano-regional.

Palavras-chave


Desenvolvimento urbano-regional; Transporte público coletivo; Estratégias da cidade; Gestão urbana; Cidade digital estratégica

Referências


ANSOFF, H. I. The new corporate strategy. New York: John Wiley & Sons, 1988.

ASSAFIM, J. M. D. L.; KNOERR, V. C. D. S.; DONATE, G. M. H. de B. (2020). Do fornecimento dos serviços públicos pelo estado. Relações Internacionais no Mundo Atual, v.1, n.22, 2020. https://doi.org/10.21902/revrima.v1i22.3961

BAČLIJA, I. Urban management in a European context. Urbani izziv, v.22, n.2. p. 137-146, 2011.

BAČLIJA, I. Reconceptualisation of urban management: Evidence from UE cities. Theoretical and Empirical Researches in Urban Management, v.8, n.1. p.30-50, 2013.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa. Editora Edições 70, 2000.

BETHLEM, A. S. Estratégica empresarial: conceitos, processo e administração estratégica. 5 Ed., São Paulo: Atlas, 2004.

BOBBIO, N. Curso de introdução à ciência política: o significado de política. 2. Ed. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1984.

BICALHO, M. A dívida social do transporte coletivo. Revista dos Transportes Públicos (ANTP), São Paulo, ano 20, p. 33-41, 1998.

BRACKER, J. The histórical development of strategic management concept. Academy of Management Review, v. 5, n. 2, p. 219-224, 1980.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brazil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988.

BRASIL. Política Nacional de Mobilidade Urbana. Lei Nº 12.587, de 3 de janeiro de 2012. Brasília, DF. 2012.

CAPURRO, R.; HJORLAND, B. The concept of information as we use in every day. Perspectivas em Ciência da Informação, v.12, p. 148–207, 2007. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-99362007000100012. Acesso em: 08 out 2019.

CARDOSO, C. E. P. Análise do transporte coletivo urbano sob a ótica dos riscos e carências sociais. 2008. Tese (Doutorado) – Programa de Pós-graduação em Serviço Social, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008.

CARDOSO, J. L. G.; TERRA, D. C. T.; MATTA, L. G. da. Comunicação pública e acesso à informação na gestão municipal: um estudo em Campos dos Goytacazes - RJ. Desenvolvimento Regional em Debate, v.5, p. 38-69, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.24302/drd.v5i1.654. Acesso em: 6 Mai 2020.

COMEC. Site institucional da Coordenação da região metropolitana de Curitiba. Disponível em: http://www.comec.pr.gov.br/. Acesso em: 25 mai 2020.

CHAHIN, A. et al. E-gov.br a próxima revolução brasileira: eficiência, qualidade e democracia - o governo eletrônico no Brazil e no mundo. São Paulo: Prentice Hall, 2004.

CHEEMA, S. G. The challenge of urban management: Some issues. In: Cheema, S. G. & Ward, S. E. (Eds.) Urban management policies and innovations in developing countries. London, Praeger Westport, p. 1-17, 1993.

CHURCHILL, A. A. Forward. In: LEA, J; COURTNEY, J. Cities in Conflict: Planning and Management of Asian Cities. World Bank: Washington DC, 1985.

CUNHA, R. A. B. Serviços públicos essenciais: o princípio da continuidade e o inadimplemento do consumidor. Porto Alegre: Sergio Antônio Fabris, 2004.

CYERT, R.M.; MARCH J.G. The behavioral theory of the firm. Prentice-Hall: Nova Jersey, 1963.

DIRKS, S. et al. Smarter cities for smarter growth. IBM Global Business Services, 2010.

ENGLAND, R. E.; PELISSERO, J. P.; MORGAN, D. R. Managing urban America. 7 ed. Washington: CQ Press, 2012.

FERRAZ, A. C. P.; TORRES, I. G. E. Transporte público urbano. Rima: São Carlos, 2001.

FERREIRA, J. S. W. Apostila didática: alguns elementos de reflexão sobre conceitos básicos de planejamento urbano e urbano-regional. Texto originalmente escrito em 06/1999, no quadro da disciplina "Planejamento Urbano-Regional", ministrada no Depto. de Arquitetura da Universidade de Taubaté. Revisto em julho de 2002. Disponível em: https://www.fau.usp.br/docentes/depprojeto/j_whitaker/aposplan.

html

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6 ed. Editora Atlas, 2012.

HAMBRICK, D. C. Some tests of the effectiveness and functional attributes of Miles and Snow’s strategic types. Academy of Management Journal, v.26, n.1, p. 5-26, 1983.

HARRISON, C. et al. Foundations for Smarter Cities, IBM Journal of Research and Development, 2011.

HARVEY, D. Condição pós-moderna. São Paulo: Edições Loyola, 2007.

HERSPERGER, A. M. et al. Understanding strategic spatial planning to effectively guide development of urban regions. CITIES, v.94, p. 96-105, 2019. DOI: https://doi.org/10.1016/j.cities.2019.05.032.

ITDP. Site institucional do Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento. Desafios e oportunidades para a expansão do transporte de média e alta capacidade no Brazil, 2016.

IPPUC. Site institucional do Instituto de pesquisa e planejamento urbano de Curitiba, 2020. Disponível em: https://ippuc.org.br/. Acesso em: 5 Ago 2020.

JAUCH, L.R.; GLUECK, W.F. Business Policy and Strategic Management. 5 Ed. McGraw-Hill, 1988.

KIM, S. Inter-municipal relations in city-region governance. CITIES, v.104, p. 1-10, 2020. DOI: https://doi.org/10.1016/j.cities.2020.102771.

KLINK, J. J. Novas Governanças para as áreas metropolitanas: o panorama internacional e as perspectivas para o caso brasileiro. Cadernos Metrópoles, São Paulo, v.11 n.22, p. 415-433, 2009.

KNEIB, E. C. Transporte público coletivo e mobilidade: a relevância da governança interfederativa. Redes (St. Cruz Sul, Online), Santa Cruz do Sul, v. 25, n. 3, p. 1123-1143, 2020. DOI: https://doi.org/10.17058/redes.v25i3.14923.

KNOWLES, R. D.; FERBRACHE, F.; NIKITAS, A. Transport's historical, contemporary and future role in shaping urban development: Re-evaluating transit-oriented development. CITIES, v.99, p. 1-11, 2020. DOI: https://doi.org/10.1016/j.cities.2020.1

KOPACKOVA, H. Reflexion of citizens' needs in city strategies: The case study of selected cities of Visegrad group countries. CITIES, v. 84, p. 159-171, 2019. DOI: https://doi.org/10.1016/j.cities.2018.08.004.

LM. Legislação de Curitiba, 2020. Disponível em: https://leismunicipais.com.br/

legislacao-municipal/5520/leis-de-curitiba. Acesso em: 5 Ago. 2020.

LINDBLOOM, C. E. The Science of Muddling Through. Public Administration Review, v.19, n.2, p. 79-88, 1959.

LÜBECK, R. M; WITTMANN, M. L.; LADEIRA, W. J. Rede Interorganizacional: inovação em serviços a partir da implantação da bilhetagem eletrônica em empresas de transporte público da região metropolitana de Porto Alegre. Redes (St. Cruz Sul, Online), Santa Cruz do Sul, v. 14, n. 3, p. 186-210, dez. 2009. DOI: https://doi.org/10.17058/redes.v14i3.1068.

MACDONALD, K. I. Use and Valuation: Information in the City. Urban studies, v. 37, n 10, p. 1881-1892, 2000. DOI: https://doi.org/10.1080/00420980020080481.

MALEKPOUR, S.; BROWN, R. R.; HAAN, F. J. Strategic planning of urban infrastructure for environmental sustainability: Understanding the past to intervene for the future. CITIES, v. 46, pg. 67-75, 2015. DOI: https://doi.org/10.1016/j.cities.

05.003.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 8 ed. Atlas, 2017.

MCGILL, R. Urban management in developing countries. CITIES, v. 15, n. 6, p. 463-471, 1998. DOI: https://doi.org/10.1016/S0264-2751(98)00041-9.

MEIRELLES, H. L. Direito administrativo brasileiro. 39 ed. São Paulo: Malheiros, 2013.

MINTZBERG, H. The Strategy Concept I - Five Ps for strategy. California Management Review, p. 11-24, 1987.

MIŠIČ, K. U.; PODNAR, K. Perception of city management, fellow residents, and Perceived External Prestige (PEP) as antecedents of city affective commitment - The city marketing perspective. CITIES, v. 84, p. 66-74, 2019. DOI: https://doi.org/10.

/j.cities.2018.04.016.

MUMFORD, L. A cidade na história: suas origens, transformações e perspectivas. Tradução Neil R. da Silva. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

MURRAY, E. A. Strategic choice as a negociated outcome. Management Science, v.24, n.9, p. 961-972, 1978.

NATÁRIO, M.; NARCISO, F.; PAIVA, T. Sistema de governance territorial local: caso de estudo da cidade da guarda (Portugal). Desenvolvimento Regional em Debate, Ano 2, n. 1, p. 82-103, 2012. DOI: https://doi.org/10.24302/drd.v2i1.214.

NATERER, A.; ŽIŽEK, A.; LAVRIČ, M. The quality of integrated urban strategies in light of the Europe 2020 strategy: The case of Slovenia. CITIES, v. 72 B, p. 369-378, 2018. DOI: https://doi.org/10.1016/j.cities.2019.04.001.

NICOLAU, I. O conceito de estratégia. Nota do autor, 01-01, p. 1-17, INDEG/ISCTE, 2001.

ORTIZ, R. V. O. Coordinatíon entre los gobiernos municipales e el gobierno metropolitano em matéria de transporte urbano. Provincia, n. 13, p. 141-151, jan./jun. 2005. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=55501307. Acesso em: 10 de Jan. 2020.

PEREIRA, A. S. et al. Metodologia da pesquisa científica. Universidade Federal de Santa Maria: Rio Grande do Sul, 2018.

PDA. Site institucional da Prefeitura de Curitiba. Portal Dados Abertos. Disponível em: https://www.curitiba.pr.gov.br/dadosabertos/. Acesso em: 5 Ago2020.

REZENDE, D. A. Planejamento de estratégias e informações municipais para cidade digital: guia para projetos em prefeituras e organizações públicas. São Paulo: Atlas, 2012.

REZENDE, D. A. Cidade digital estratégica: conceito e modelo - strategic digital city: concept and model. In: CONTECSI - International Conference on Information Systems and Technology Management, 15, 2018, São Paulo. Anais ... São Paulo: CONTECSI USP Editora, v. 1., p. 1-18, 2018.

REZENDE, D. A. Planejamento estratégico público ou privado com inteligência organizacional: guia para projetos em organizações de governo ou de negócios. Curitiba: Intersaberes, 2018.

REZENDE, D. A.; ABREU, A. F. Tecnologia da informação aplicada a sistemas de informação empresariais: o papel estratégico da informação e dos sistemas de informação nas empresas. 9 ed. São Paulo: Atlas, 2013.

SENAI-PR. Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial - Curitiba 2035. Curitiba, 2017, 216 p. Disponível em: http://www.curitiba2035.org.br/publicacoes. Acesso em: 5 Ago. 2020.

SILVA, E. L. da; MENEZES, E. M. Metodologia da pesquisa e elaboração de dissertação. 4. ed. Florianópolis: UFSC, 2005.

SILVA LIMA, M. R.; COSTA FILHO, B. A.; VASCONCELOS, C. R. M. Qualidade e inovação em serviços de transporte coletivo público em Goiânia – GO – Brazil. Redes (St. Cruz Sul, Online), Santa Cruz do Sul, v. 18, n. 3, p. 138-156, nov. 2013. DOI: https://doi.org/10.17058/redes.v18i3.3000.

SOUR-VARGAS, L. Evaluando al gobierno electrónico: avances en la transparencia de las finanzas públicas estatales. Economia, Sociedade e Território, 1 ene., 2007. https://doi.org/10.22136/est002007252

SOUZA, M. L. ABC do Desenvolvimento Urbano. Rio de Janeiro: Bertrand Brazil, 2011.

SOUZA, M. L. Problemas da gestão urbana no Brazil contemporâneo: uma panorâmica. Curso de gestão urbana e de cidades. EG/FJP WBI LILP ESAF IPEA. 2001. Disponível em: http://www.eg.fjp.gov.br/gestaourbana/arquivos/modulo01/mo

d1arq8.html.

STEINER, G. A.; MINER, J. B. Management policy and strategy - Text, Readings and Cases. McMillan Publishers Inc.:New York, 1977.

TIMMS, P. Urban transport policy transfer: “bottom-up” and “top-down” perspectives. Transport Policy, v.18, n 3, p. 513-521, 2011. DOI: https://doi.org/

1016/j.tranpol.2010.10.009.

THIETART, R. A. La Stratégied'entreprise. McGraw-Hill, Paris, 1984.

THOMPSON, A. A. Planejamento estratégico: elaboração, implementação e execução. São Paulo: Pioneira, 2000.

URBS. Urbanização de Curitiba S.A: História do Transporte, 2020. Disponível em: https://www.urbs.curitiba.pr.gov.br/transporte/historia-transporte. Acesso em: 24 Jan. 2020.

VERRI, L. B. A informática na administração da qualidade. São Paulo, Nobel, 1999.658 p.

WILLIAMS, P. Urban Managerialism: A Concept of Relevance? Area, v.10, n.3, p. 236–240, 1978, YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.17058/redes.v26i0.15934

Flag Counter

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo