Redes de proximidade: agricultores, instituições e consumidores na construção social dos mercados para os produtos das agroindústrias rurais familiares na Região Central do RS

Chaiane Leal Agne, Paulo Dabdab Waquil

Resumo


Relacionando a agricultura familiar e a agroindústria, este trabalho tem como principal objetivo descrever os diferentes canais de comercialização que as famílias utilizam para a inserção dos seus produtos nos mercados. O estudo caracterizou-se como exploratório-descritivo, com a coleta de informações secundárias e primárias. Foram realizadas 41 entrevistas com o auxílio de um formulário semiestruturado e diários de campo. Utilizou-se de metodologia qualitativa (análise de conteúdo) e quantitativa (estatística descritiva) para a análise dos dados. Além dos agricultores, os agentes que estão participando da construção social de mercados para os produtos das agroindústrias são parentes, vizinhos, proprietários de estabelecimentos comerciais, consumidores urbanos, profissionais de extensão rural, universidades, organizações não governamentais, etc. A construção de relações sociais é uma das estratégias que a agricultura familiar da região desenvolve, tendo em vista viabilizar a produção e comercialização dos seus produtos agroindustriais.

Palavras-chave


Agricultura familiar; Mercados de proximidade; Agroindústrias; Redes sociais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/redes.v16i1.1609

Flag Counter

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo