Estrutura de serviços e acesso a consumos em saúde por idosos em um contexto rural do sul do Brasil

Luciana Ruschel de Alcântara, Marta Julia Marques Lopes

Resumo


Este estudo analisa o acesso e a utilização dos os serviços de saúde por idosos rurais, de um município da Metade Sul do RS. Busca-se descrever e traçar os fluxos de acesso aos serviços de saúde, levando-se em conta o contexto econômico, social, geográfico e cultural dos idosos entrevistados e das práticas utilizadas a partir dos problemas de saúde que os afetam. Trata-se de um estudo híbrido, com desenho epidemiológico descritivo com coleta e análise qualitativa dos dados obtidos por meio de entrevista com 30 idosos residentes no meio rural de Santana da Boa Vista. Quanto aos serviços de saúde, mais da metade dos idosos declarou utilizar habitualmente a Rede Municipal, em consequência dos problemas crônicos. As principais dificuldades na relação com os serviços de saúde estão relacionadas aos recursos financeiros insuficientes; à demora no atendimento; à ausência de transporte; ao uso de automedicação e ausência de profissionais médicos. Esses resultados expressam desigualdades sociais e de saúde, predominando as dificuldades de acesso funcional e geográfico, já que a maioria dos serviços de saúde encontra-se fora da área rural. A análise das trajetórias terapêuticas apontou para a diversidade de situações e estratégias de saúde desenvolvidas pelos usuários e pelo Município.

Palavras-chave


envelhecimento; saúde da população rural; condições de vida; determinantes sociais e de saúde; utilização de serviços de saúde

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/redes.v17i1.1719

Flag Counter

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo