Corte manual da cana-de-açúcar sob uma perspectiva de gênero: um estudo de caso no município de Mirandópolis-sp

Alessandra Juliana Caumo, Bruno Astolphi Montagnhani, Juliane Tramontin, Pery Francisco Assis Shikida

Resumo


Este artigo tem por objetivo identificar as características socioeconômicas dos trabalhadores do corte manual da cana-de-açúcar no município de Mirandópolis-SP, a partir de uma perspectiva de gênero. Mais especificamente, é analisada a conduta das mulheres inseridas nesse contexto profissional dentro do espaço familiar. Quanto ao instrumento de coleta de dados, foram aplicados 40 questionários semiestruturados a homens e mulheres que trabalhavam no corte da cana e residiam no município em questão. Como resultado, observou-se várias diferenças quanto às características pessoais, socioeconômicas e de saúde entre os sexos. As diferenças mais pertinentes foram: a média de idade das mulheres ser superior a dos homens, a produtividade no corte da cana e nível de escolaridade femininas serem menores do que a masculina. Também identificou-se várias mudanças positivas e negativas nas relações intrafamiliares após a inserção das mulheres canavieiras no mercado de trabalho.

Palavras-chave


Gênero; Trabalho; Cortadoras de Cana.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/redes.v17i1.1961

Flag Counter

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo