Desenvolvimento rural em escala microrregional: uma análise entre microrregiões fumicultoras e não fumicultoras no Rio Grande do Sul na primeira década do século 21

Autores

  • Marcelo Antonio Conterato

DOI:

https://doi.org/10.17058/redes.v19i3.2374

Palavras-chave:

Desenvolvimento rural. Desigualdades regionais. Tabaco.

Resumo

O objetivo deste trabalho é apresentar e analisar alguns resultados em termos de dinâmicas regionais de desenvolvimento rural para o Rio Grande do Sul na primeira década do século 21, privilegiando a comparação entre regiões fumicultoras e não fumicultoras. Isso será feito através da construção de um Índice de Desenvolvimento Rural (IDR) para as 35 microrregiões do estado do Rio Grande do Sul definidas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Para construção do IDR foram considerados 36 indicadores distribuídos em 5 dimensões (Social, Demográfica, Político-Institucional, Econômica e Ambiental). A hipótese inicial levantada foi confirmada, visto que a área cultivada com tabaco no Rio Grande do Sul, considerando-se os anos de 2000 e 2008, teria avançado principalmente nas regiões menos dinâmicas, de menor IDR. Foi possível atestar ainda que o avanço do cultivo do tabaco no período considerado também se deu nas regiões tradicionalmente fumicultoras, que se caracterizam por apresentar baixo IDR, embora tenha avançado também em algumas regiões não tradicionalmente fumicultoras, estas de IDR ainda mais baixo. A metodologia adotada não permitiu associar diretamente o avanço da fumicultura com pioras ou melhoras nos indicadores de desenvolvimento rural ou análises em termos de (in)sustentabilidade, já que cada variável é tomada em apenas um ponto no tempo. Ainda assim foi possível constatar a validade da proposta metodológica para análises comparativas no espaço (caso deste trabalho) e no tempo (permitindo comparações e variações ao longo do tempo).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-12-29

Como Citar

Conterato, M. A. (2014). Desenvolvimento rural em escala microrregional: uma análise entre microrregiões fumicultoras e não fumicultoras no Rio Grande do Sul na primeira década do século 21. Redes (St. Cruz Do Sul Online), 19(3), 11-30. https://doi.org/10.17058/redes.v19i3.2374

Edição

Seção

Artigos