Análise da eficiência técnica nas lavouras de arroz no Rio Grande do Sul

Augusto Mussi Alvim, Valter José Stulp, Victor Hugo Kayser

Resumo


O presente artigo avalia a eficiência técnica nas lavouras de arroz no Rio Grande do Sul-RS. Para isso, utilizou-se a Análise Envoltória de Dados (Dalta Envelopment Analysis)-DEA e o modelo de regressão Tobit. O estudo utilizou as variáveis disponíveis no Censo da Lavoura de Arroz Irrigado do RS (IRGA, 2006). Os resultados da pesquisa mostram que a maior parte das lavouras de arroz é ineficiente tecnicamente em termos locais, apenas 5,7% são eficientes. Além disso, observa-se que as principais variáveis capazes de aumentar o nível de eficiência nas diferentes regiões do estado são: assistência técnica, nível de escolaridade e sistema de cultivo. Os resultados mostram que existem diferenças importantes entre as lavouras de arroz conforme a região do estado e a condição do produtor (proprietário ou arrendatário).

Palavras-chave


Eficiência técnica. DEA. Tobit e lavoura de arroz.

Texto completo:

ARTIGO


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/redes.v20i2.3219

Flag Counter

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo