Desenvolvimento regional e geoprocessamento: contribuições para Zoneamento Econômico e Ambiental de Rio Branco – AC/ZEAS

Lorena Costa Irmão, Raimundo Cláudio Gomes Maciel

Resumo


Com a crescente demanda dos Governos e Sociedade por informações, sejam elas do meio rural ou urbano, expressa nos diversos Zoneamentos, o Geoprocessamento tem sido uma ferramenta essencial, pois utiliza técnicas matemáticas e computacionais para o tratamento da informação geográfica e vem influenciando de maneira crescente as áreas de Cartografia, Análise de Recursos Naturais, Transportes, Comunicação, Planejamento Urbano, Regional e Rural. Isso tem contribuído sobremaneira para as estratégias de desenvolvimento regional pensadas pelos diversos agentes. Rio Branco, capital do Estado do Acre, vem estabelecendo estratégias de desenvolvimento regional e local com base no Programa de Zoneamento Econômico, Ambiental, Social e Cultural de Rio Branco – ZEAS, considerado um instrumento estratégico e de sustentabilidade que contribuirá significativamente para o planejamento e reorientação das políticas públicas, dando suporte à gestão territorial e subsidiando a tomada de decisões do setor privado e da sociedade em geral. Este estudo, portanto, insere-se num esforço para entender as contribuições e estratégias integradas de desenvolvimento regional com uso do Geoprocessamento para levantamento de diversas informações para o ZEAS.

Palavras-chave


Geoprocessamento. Desenvolvimento regional. Zoneamento.

Texto completo:

Artigo


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/redes.v20i3.3982

Flag Counter

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo