Fatores da modernização agrícola no Paraná para os anos de 1995 e 2006

Edson Ramos de Medeiros, Marcia Regina Gabardo da Camara, Carlos Eduardo Caldarelli, Vanderlei José Sereia

Resumo


O objetivo deste estudo é analisar os determinantes da modernização do setor agrícola do Paraná para os anos de 1995 e 2006. A fonte de dados utilizada foi o Censo Agropecuário do Instituto Brasileiro de geografia e Estatística-IBGE. Dois métodos foram empregados para o tratamento e análise de dados, a saber: análise fatorial e análise espacial de dados. A análise fatorial permitiu construir o Índice de Modernização Agrícola-IMA e a Análise Exploratória de Dados Espaciais-AEDE possibilitou verificar padrões de concentração espacial do índice. Os resultados mostram que os indicadores que mais contribuíram na formação do IMA foram, respectivamente: a maquinaria; adubos e corretivos; sementes e mudas; defensivos agrícolas e; irrigação. Foram identificados três clusters de baixo IMA e seis clusters de alto IMA no Estado. Este estudo permitiu concluir que os clusters de baixo IMA ocorrem em áreas de baixo Índice de Desenvolvimento Humano-IDH, de relevo e solo inaptos ou com restrições à mecanização, de menor fertilidade, vulneráveis à erosão, baixa produtividade agropecuária e pouco capitalizada. Por outro lado, os clusters de alto IMA ocorrem em áreas de melhores IDH, com relevo apto à mecanização, solos férteis e com baixa restrição à produção agropecuária, em suma, regiões de alta produtividade e capitalização.

Palavras-chave


Modernização Agrícola. Análise Fatorial. Análise Espacial. Paraná.

Texto completo:

ARTIGO


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/redes.v20i3.4588

Flag Counter

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo