Análise dos Sistemas de Produção Vitícola Familiar: a influência dos resultados econômicos na adoção dos Sistemas de Base Ecológica e Convencional na Serra Gaúcha-RS

Alexandre Troian, Alessandro Porporatti Arbage

Resumo


As estratégias de desenvolvimento rural, associadas ao debate sobre agricultura familiar, têm destacado formas alternativas de produção agrícola para os territórios agrários do Rio Grande do Sul. Na Região Serrana, é significativa a produção de uva com base ecológica, bem como convencional. Embora os sistemas coexistam, eles apresentam características peculiares ao modus operandi. Destarte, a pesquisa visa identificar qual dos sistemas de produção apresenta o melhor resultado econômico, uma vez que ele pode influenciar na tomada de decisão entre adotar um ou outro sistema. Para tanto, ela possui abordagem quantitativa com objetivos exploratórios e procedimentos de levantamento de informações, por intermédio de entrevista semiestruturada. Operacionalmente, a classificação dos custos evidenciou um comportamento semelhante na distribuição das despesas entre os sistemas produtivos, sendo que as maiores despesas concentram-se nos custos fixos. No sistema convencional, a renda bruta, total e operacional, é mais elevada. Devido às particularidades da produção agropecuária, o processo de tomada de decisão sobre quanto, o que e como produzir é condicionado pela disponibilidade de recursos, pelos objetivos econômico-financeiros e pelas implicações deste no bem-estar da família. Portanto, identificar a condição mais próxima da ideal que condicione o agricultor a adotar um sistema produtivo baseado nos princípios da agroecologia ou por meio de práticas convencionais pode ser um dos desafios.

Palavras-chave


Produção vitícola. Produção de base ecológica. Produção convencional. Tomada de decisão.

Texto completo:

ARTIGO


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/redes.v20i3.4741

Flag Counter

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo