Reflexões sobre a pecuária leiteira no oeste catarinense: impactos cooperativistas para o Desenvolvimento Regional

Natália Carrão Winckler, Gisele Trindade Molinari

Resumo


Este artigo faz uma reflexão sobre a evolução histórica da produção do leite no Oeste Catarinense nas últimas décadas. O foco do trabalho recai sobre diferentes influências na configuração desse setor produtivo, entre elas o cooperativismo e suas nuances. Para embasar a discussão, realizou-se entrevistas com sete especialistas, investigando como ocorreu a inserção e as mudanças na pecuária leiteira ao longo dos anos e sua colaboração para o desenvolvimento regional. As análises demonstram que, diante da demanda por especialização e altos investimentos em novas tecnologias de produção em avicultura e suinocultura, os quais seriam potenciais fatores de exclusão dos produtores rurais menos capitalizados, a pecuária leiteira possibilitou a muitos destes permanecerem no meio rural. De um lado, fatores institucionais, legais e mercadológicos vêm pressionando os produtores de suínos e aves e, paralelamente, os produtores de leite na realização de mudanças de tecnologia de produção. Por outro lado, isso também influencia sobre as estratégias desenvolvidas pelos produtores de leite para a manutenção de suas atividades, com o suporte de associações e cooperativas voltadas para o desenvolvimento da região.

Palavras-chave


Cooperação. Cadeia Produtiva do Leite. Agricultura familiar.

Texto completo:

Artigo


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/redes.v20i3.5298

Flag Counter

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo