O UNIVERSO FEMININO DA SALA DE AULA: O TRABALHO MARCADO PELA QUESTÃO DE GÊNERO

Edson Caetano, Camila Emanuella Pereira Neves

Resumo


O artigo pretende discutir a trajetória das mulheres no exercício do magistério relacionando-a com o mundo do trabalho e, assim, ampliar os olhares sobre a constituição da profissão docente. Na busca por uma maior inserção no mercado de trabalho, a mulher, através de lutas, avançou e recuou em momentos distintos, mas acabou por conquistar espaço e identidade profissional. A feminização da profissão docente é vista como um dos fatores de desvalorização profissional da carreira docente. Atualmente, uma parcela considerável das professoras manifesta insatisfação com a docência, em razão da crescente desvalorização da profissão, dos baixos salários e das precárias condições de trabalho. O texto pretende, ainda, discutir as interferências promovidas pela reestruturação do trabalho pedagógico no sentido da flexibilização e precarização do trabalho docente.

Palavras-chave


feminização do trabalho docente, trabalho docente, educação e trabalho.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/rea.v19i1.1970



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo