O USO DO SABER ESTATÍSTICO NOS DISCURSOS ACADÊMICOS DA ALFABETIZAÇÃO

Autores

  • Renata Sperrhake
  • Clarice Salete Traversini

DOI:

https://doi.org/10.17058/rea.v20i2.3054

Palavras-chave:

Saber Estatístico, Alfabetização, Analfabetismo, Alfabetismo/Letramento, Estudos Culturais Pós-Estruturalistas.

Resumo

O presente texto analisa como os discursos da alfabetização, do analfabetismo e do alfabetismo/letramento utilizam o saber estatístico. Para tanto, realizou-se uma busca em acervos digitais de revistas especializadas em Educação e Estatística e no Portal de Teses da CAPES. A partir do corpus selecionado é possível perceber as seguintes formas de utilização: 1) estatísticas utilizadas como material empírico; 2) estatísticas utilizadas como procedimento metodológico; 3) referência ao saber estatístico para corroborar a necessidade do estudo. Além de mostrar como o saber estatístico é utilizado, a análise das produções acadêmicas nos fez perceber outros dois pontos: o aparecimento de níveis de alfabetismo/letramento; e uma mudança quanto a forma de entender a relação do sujeito com a leitura e a escrita.

Downloads

Publicado

2012-12-18