Cinema, dança e movimento: um olhar para o sensível em Pina (2001)

Samara Kalil

Resumo


Uma infinidade de práticas e relações codificam e ressignificam o corpo para diferentes tempos e culturas, tendo a imagem como seu principal meio. As imagens do cinema e toda a sua complexidade, aguçam nosso olhar para um maior aprofundamento. Por isso, neste artigo, olhamos para o corpo com o auxílio das ideias de Aumont e Badiou e tentamos condensar noções para interpretações de imagens em movimento, relacionando cinema, corpo e dança em uma análise no documentário Pina (2011), de Win Wenders.

Palavras-chave


Cinema; Corpo; Dança; Pina Bausch.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/rzm.v6i2.12601