A pandemia e a urgência das tecnologias: reflexões sobre os desafios para o ensino de língua portuguesa em tempos de isolamento social

Wellington Gomes de Souza, Jaqueline de Jesus Bezerra

Resumo


A construção de espaços de aprendizagem que sejam baseados no uso das tecnologias digitais de informação e comunicação (TDIC) tornou-se algo extremamente necessário neste contexto adverso no qual se encontra a educação, em função da pandemia causada pelo novo coronavírus. Dessa forma, este artigo tem como objetivo discutir os desafios evidenciados com o isolamento social, no tocante à transformação da atividade docente com base no uso de tecnologias para o ensino de língua portuguesa. Assim, o objeto de estudo almejado passa pela análise dos recursos tecnológicos utilizados pelo professor, pela metodologia empregada e pela relação com os discentes no tratamento didático dos conteúdos. Para fundamentar esta abordagem, pautou-se nas discussões propostas por Braga (2013), Zacharias (2016), Rojo (2012), além da consideração de aspectos empíricos inerentes ao cenário analisado. A pesquisa é de abordagem quantitativa, subsidiada por levantamento bibliográfico e tem objetivo descritivo-explicativo, centrada na análise das respostas de cinquenta e cinco professores de uma regional da rede estadual do Ceará, sobre questões concernentes a esse momento de ensino remoto. Diante da análise proposta, entende-se que o cenário desafiante para o ensino de língua portuguesa, por meio de TDIC, torna-se mais evidente nesse contexto pandêmico de isolamento social. Da mesma forma, constata-se que há lacunas relativas ao uso do aparato tecnológico em prol da aprendizagem, algo que converge para o pensamento acerca do fortalecimento do processo formativo docente nessa perspectiva.

Palavras-chave


Língua Portuguesa. Ensino. Tecnologias. Isolamento social. Desafios.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, M. E. B. Integração, currículo e tecnologias: concepção e possibilidades de criação de web currículo. In: ALMEIDA, M. E. B.; ALVES, D. R. M.; LEMOS, S. D. V. (org.). Web currículo: aprendizagem, pesquisa e conhecimento com uso de tecnologias digitais. Rio de Janeiro: Letra Capital, 2014. Disponível em: https://issuu.com/letracapital/docs/webcurrículo. Acesso: 11 jun. 2020.

ALMEIDA, M. E. B.; VALENTE, J. A. Integração, currículo e tecnologias e a produção de narrativas digitais. Currículo sem fronteiras, v. 12, n. 3, p. 57/82, set./dez. 2012. Disponível em: http://www.curriculosemfronteiras.org/vol12iss3articles/almeida-valente.pdf. Acesso em: 11 jun. 2020.

BRAGA, D. B. Ambientes digitais: reflexões teóricas e práticas. São Paulo: Cortez, 2013.

CHINAGLIA, J. V.; MENDONÇA, M. Materiais didáticos para os novos e multiletramentos: uma proposta de atividade gamificada. Linguagem em Foco, UECE, v. 9, n. 1, 2017. Disponível em: https://revistas.uece.br/index.php/linguagememfoco/article/view/1533 Acesso em: 10 jun. 2020.

FRANKIV, M. A.; DOMINGUES, S. C. Desinteresse e proposições para escola atual: contribuições do pensamento complexo. Revista Tempos e Espaços em Educação, São Cristóvão, v. 9, n. 19, p. 113- 128, 2016.

MARCUSCHI, L. A. Gêneros textuais emergentes no contexto da tecnologia digital. In: MARCUSCHI, L. A.; XAVIER, A. C. (org.). Hipertexto e gêneros digitais: novas formas de construção de sentido. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

PRODANOV, C. C; FREITAS, E. C. de. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. 2 ed. Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

ROJO, R. H. R. Pedagogia dos multiletramentos: diversidade cultural e de linguagens na escola. In: ROJO, R. H. R.; MOURA, E. (org.). Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2012.

SILVA, D. N. da. A Desmotivação do Professor em Sala de Aula nas Escolas Públicas do Município de São José dos Campos - SP. 2012. 52 f. Monografia (Especialização em Gestão Pública Municipal) – Educação a distância - Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, 2012.

SOARES, M. Letramento: um tema em três gêneros. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2014.

STREET, B. Letramentos sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. São Paulo: Parábola Editorial, 2014.

TANZI NETO, A. et al. Multiletramentos em ambientes educacionais. In: ROJO, R. Escola conectada: os multiletramentos e as TICs. São Paulo: Parábola, 2013.

ZACHARIAS, V. R. de C. Letramento digital: desafios e possibilidades para o ensino. In: COSCARELLI, C. V. (org.). Tecnologias para aprender. São Paulo: Parábola Editorial, 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.17058/signo.v46i85.15626

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo