Educação dos sentidos: cultura midiática e (in)formação

Nincia Borges Teixeira

Resumo


Nas sociedades modernas, em que os meios de comunicação interferem diretamente na formação/deformação das pessoas, sejam elas crianças, jovens ou adultos, não há mais como negar a importância de pesquisas integradas entre esses dois campos de estudo para resultados mais eficazes nos procedimentos pedagógicos das escolas. Refletir sobre o processo de produção da informação é parte integrante de uma educação plural, e uma educação plural não pressupõe apenas o ensino de múltiplos modos de pensar a realidade.O ensino deve abranger todas as disciplinas, inclusive a mídia, principalmente se se leva em consideração o fato de que os meios de comunicação em massa, presentes, continuamente no dia-a-dia da sociedade são detentores de poder e domínio. Este artigo é resultado do Projeto Educação dos Sentidos: leituras da mídia, financiado pelo programa Universidade Sem Fronteiras. O projeto estimulou nos participantes a reflexão crítica acerca da mídia – entendida aqui como o conjunto dos meios de comunicação. Por meio de oficinas, debates e produção de alunos foi despertada a curiosidade por outros tipos de informação e o desejo de construir; além disso houver reflexões diferentes sobre a realidade política e social do país e do mundo e a promoção, em seus participantes, do desejo por transformação e formação autônoma de opinião.

Palavras-chave


: Mídia. Ensino. Leitura

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/signo.v36i61.2087

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo