Viagens de aprendizagem: um estudo de metáforas em narrativas de aprendizagem de inglês

Vera Lúcia Menezes de Oliveira e Paiva, Ronaldo Corrêa Gomes Junior

Resumo


Neste artigo apresentamos um estudo sobre a metáfora da viagem em histórias de aprendizagem de língua inglesa, tendo por suporte teórico o conceito de metáfora e de esquemas imagéticos da linguística cognitiva. Os dados foram retirados do corpus de narrativas de aprendizagem de inglês do projeto AMFALE . Para localizar os exemplos de metáforas que têm como base a metáfora conceitual A APRENDIZAGEM DE LÍNGUA INGLESA É UMA VIAGEM , utilizamos o mecanismo de busca do Google, interno ao site que hospeda o corpus do AMFALE, e fizemos buscas com palavras do campo semântico viagem em português e em inglês. Em seguida selecionamos exemplos onde a metáfora era mais salientes e escolhemos alguns deles para nossa análise. Dividimos a análise em três partes, a partir do esquema imagético da viagem, origem-percurso-destino. A análise evidencia que a maioria das metáforas está relacionada ao processo de aprendizagem metaforizado como um percurso, apesar de encontrarmos também algumas poucas metáforas se referindo à origem e ao destino da viagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/signo.v41i70.5752

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo