Malinche: diálogos entre culturas

Maria Luana dos Santos, Alexandra Santos Pinheiro

Resumo


Analisamos a obra Malinche (2006), de Laura Esquivel, destacando o diálogo intercultural que pode ser estabelecido entre as duas culturas que estiveram justapostas no período de colonização da América Espanhola, sem deixar de considerar o potencial transformador de produções literárias. Destacamos a influência da língua no desenvolvimento do contato cultural e, também, a sua incidência no desdobramento de narrativas e contra-narrativas no espaço da hibridização cultural do solo mexicano. Após estas divagações, tentamos assinalar a influência que o diálogo cultural exerce na constituição identitária do povo mexicano, bem como, latino-americano. Essa perspectiva de investigação acabou por reverberar em uma certeza: a existência de um discurso da/para a América Latina.

Palavras-chave


Interculturalidade latino-americana. Literatura mexicana. Constituição identitária.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/signo.v40i69.5818

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo