"O guardador de rebanhos" e a contradição de Alberto Caeiro em relação ao conhecimento

Sandra Regina Tornquist

Resumo


O presente estudo visa apontar a contradição de Alberto Caeiro em relação ao conhecimento racional e objetivo, na obra O guardador de rebanhos, revelada, em muitos momentos, através da presença de antíteses e paradoxos nos poemas. Dessa forma, busca-se contribuir para ampliar os estudos sobre os heterônimos de Fernando Pessoa, principalmente no sentido de desconstruir a visão de Caeiro como exemplar perfeito do Paganismo, quando, na verdade, ele é fortemente marcado pela inteligência e pela reflexão. A fim de confirmar a tese proposta, apresenta-se a análise de poemas da referida obra, bem como se apontam os posicionamentos de diferentes estudiosos sobre o tema.

Palavras-chave


Alberto Caeiro; O guardador de rebanhos; Poesia; Conhecimento; Contradição.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/signo.v34i57.847

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo