Leitura hipertextual e aprendizagem de língua estrangeira

Dulci Marlise Boettcher

Resumo


O objetivo deste artigo é mostrar a importância da leitura virtual na aprendizagem da língua inglesa, tendo como princípios norteadores a teoria da Biologia da Cognição de Humberto Maturana e Francisco Varela, os estudos sobre tecnologia de Pierre Levy, bem como os pressupostos de Edgar Morin e outros pesquisadores da complexidade. Para um melhor entendimento da apropriação da leitura como um processo de auto-organização, os pressupostos mencionados orientam para a possibilidade de complexificação da aprendizagem através do uso pedagógico das novas tecnologias, mais especificamente da leitura virtual. Visando contribuir para a prática docente, relato uma experiência através de atividades de leituras hipertextuais em aulas de língua estrangeira.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/signo.v34i56.965

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo