Produção do Conhecimento: subsídios para leitura na sociedade da informação – um estudo de caso

Vanessa Lacerda da Silva

Resumo


Este artigo pretende refletir as peculiaridades da leitura no computador, destacando problemas e vantagens para a formação do hábito de leitura e a relevância da disciplina “Produção do Conhecimento”, cujo objetivo é ensinar os alunos a usar eficientemente as fontes de pesquisa. Nesse sentido, foi realizado um estudo de caso entre quinze alunos que ingressaram na escola e não haviam tido contato com esse trabalho. O objetivo era perceber se a leitura na tela realmente favoreceria a construção do conhecimento, com base em diferentes dimensões da noção de letramento e observar a relevância das aulas de “Produção do Conhecimento”. Constatou-se que, apesar dos benefícios, a busca pela informação no computador poderá apresentar alguns empecilhos, comprometendo-se assim a leitura. Esse é um indício, portanto, de que a utilização cautelosa dos computadores enquanto suporte para o ensino faz-se necessária, a fim de que tal recurso informacional não se transforme em objeto de repúdio na formação discente. Sugere ainda que as escolas precisam se preocupar em criar estratégias para que professores e alunos possam usar essa ferramenta de pesquisa de forma eficiente.

Palavras-chave


“Produção do Conhecimento”; Sociedade da Informação; Letramento digital; Ensino.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/signo.v34i57.950

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo