Espacializações das vulnerabilidades socioambientais no sul brasileiro

Clovis Ultramari, Beatriz Maria de Loyola Hummell

Resumo


A partir de uma revisão conceitual sobre questões relativas a acidentes naturais, os autores discutem as relações entre esses acidentes, suas espacializações e o cenário sócio-demográfico que os compreende. Os resultados aqui apresentados fazem parte de uma pesquisa maior, iniciada para o caso do Estado do Paraná e que agora se amplia para o território da Região Sul, e ainda conta com uma análise posterior que tem como recorte o território brasileiro. O recorte histórico é 2000-2007, considerando-se a Contagem da População 2007. O recorte geográfico desta pesquisa é pois, inicialmente, uma síntese das análises feitas para o Estado do Paraná, ampliando-se para o da Região Sul. O objetivo desta pesquisa é contribuir para o debate de políticas públicas em casos de situações de emergência; mais especificamente contribuir para a construção de uma metodologia que considere diferenças regionais no trato de situações de emergência. Os resultados encontrados são apresentados juntamente com uma revisão teórico-conceitual sobre riscos, acidentes e vulnerabilidade. A metodologia adotada é a leitura documental, sobretudo indicadores das instituições de Defesa Civil, dados demográficos e Índices de Desenvolvimento Humano por município. Tais informações são apresentadas em nível municipal, mapeadas e analisadas por meio de agrupamentos regionais.

Palavras-chave


Políticas Públicas; Vulnerabilidade; Planejamento Regional

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/redes.v15i1.1119

Flag Counter

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo