Politecnia e trabalho associado em cooperativas populares: estudo de caso em uma cooperativa no RS

Caio Luis Chiariello, Farid Eid

Resumo


Por politecnia compreende-se a fusão entre trabalho intelectual e trabalho manual, elementos separados no processo de trabalho capitalista. A politecnia aponta para a formação de trabalhadores omnilaterais, detentores dos conhecimentos técnicos e científicos para a execução das atividades e tendo o domínio das ferramentas de gestão da produção e do processo de trabalho. O debate teórico sobre politecnia esteve presente nas experiências socialistas do século XX, sendo recolocado em discussão sobre as perspectivas da organização democrática do trabalho a partir do final do século XX e início do século XXI, enquanto importante elemento na construção da autogestão. Este artigo traz resultados de pesquisa em uma cooperativa popular autogestionária, atuante na região Sul do Brasil, especificamente no Estado do Rio Grande do Sul. Na pesquisa são analisados elementos em sua organização do trabalho, de modo a emular a reflexão sobre o conceito de politecnia e sua aplicação em um empreendimento autogestionário.

Palavras-chave


Politecnia. Autogestão. Cooperativas populares.

Texto completo:

ARTIGO


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/redes.v20i3.4022

Flag Counter

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo