Análise das estratégias de renda dos Agricultures Familiares de Itapejara D’ Oeste – PR

Ana Paula Schevinski Villwock, Miguel Angelo Perondi

Resumo


Sabendo-se que a reprodução social da agricultura familiar se consolida na diversificação das fontes de renda e na capacidade de se adaptar aos novos contextos sociais da modernidade, questiona-se: quais são as estratégias de renda dos agricultores familiares que pertencem a categorias de maior e menor renda? Para tanto, procurou-se analisar as estratégias de renda de um grupo representativo de agricultores familiares do município de Itapejara D’Oeste categorizados entre grupos de alta e baixa renda nos anos de 2005 e 2010. Como resultado se identificou que o aumento de renda decorreu da junção do binômio grãos e leite com a possibilidade de dispor de um maior acesso a área agrícola cultivável; bem como, da oportunidade de dispor de uma renda não agrícola.

Palavras-chave


Rendas. Agricultura Familiar. Diversificação.

Texto completo:

ARTIGO


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/redes.v21i3.7563

Flag Counter

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo