Compreensão da leitura e consciência textual nos anos iniciais

Vera Wannmacher Pereira

Resumo


As dificuldades de compreensão da leitura nos anos iniciais são evidenciadas pelas diversas avaliações oficiais. Diante dessas evidências estatísticas e das obtidas por meio de pesquisas acadêmicas e de observações da atuação das crianças no cotidiano escolar, há o reconhecimento da situação como um problema que exige aprofundamento e busca de soluções. A Psicolinguística vem dando sua contribuição, especialmente no que se refere ao papel da consciência linguística no aprendizado da leitura. Muitos estudos vêm sendo realizados especialmente com foco na consciência fonológica. São encontrados também alguns, menos frequentes, sobre consciência sintática. Quanto ao papel da consciência textual, são poucas as iniciativas voltadas para os alunos dos anos iniciais. Isso faz com que a autora proponha como eixo para esta comunicação a consciência textual com apoio predominantemente em Gombert (1992), com o objetivo de examinar as relações entre esse nível de consciência e o aprendizado da leitura. Baseada em estudos recentes (PEREIRA; SCLIAR-CABRAL, 2012), a autora apresenta, nesta comunicação, primeiramente a análise do contexto de aprendizado e ensino da leitura. A seguir, desenvolve uma exposição teórica sobre aprendizado da leitura e consciência textual. Posteriormente, apresenta encaminhamentos pedagógicos para um ensino baseado no entrelaçamento desses dois tópicos. Ao final, desenvolve reflexões sobre a possibilidade de o caminho proposto contribuir para a solução do preocupante problema do aprendizado da leitura nos anos iniciais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/signo.v38i0.4554

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo