Memória de trabalho: uma proposta de avaliação infantil

Mayra Monteiro Pires, Gustavo Lopez Estivalet

Resumo


A memória de trabalho consiste em um sistema de capacidade limitada que permite o armazenamento temporário e a manipulação desta informação para habilidades complexas como a linguagem, a aprendizagem e o raciocínio. Este trabalho tem como objetivo principal apresentar a construção e a adaptação de quatro testes psicolinguísticos de memória de trabalho para o português brasileiro, baseados na bateria de testes Memory Test Battery For Children (PICKERING; GATHERCOLE, 2001). Os testes adaptados foram aplicados em uma investigação piloto em um grupo experimental de 15 crianças com dificuldades escolares comparados a um grupo controle de 15 crianças com desenvolvimento normal. A adaptação dos testes foi desenvolvida no programa E-Prime v 2.0 (SCHNEIDER; ESCHMAN; ZUCCOLOTTO, 2007). Os quatro testes psicolinguísticos avaliam a capacidade de armazenagem e processamento da informação de forma simultânea, assim como a capacidade de armazenagem especifica da informação verbal. Os resultados sugerem que os quatro testes desenvolvidos são instrumentos sensíveis para detectar dificuldades de armazenagem e processamento da informação na memória de trabalho em crianças, pois o desempenho entre os dois grupos foi significativamente diferente de acordo com os resultados da análise estatística. A bateria de testes desenvolvidos atendeu perfeitamente os objetivos propostos, podendo contribuir com estudos futuros através de dados mais concretos e realísticos assim como evidências do funcionamento da memória de trabalho em crianças.

Palavras-chave


Memória de trabalho. Aprendizagem. Psicolinguística. Aquisição da linguagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/signo.v39i67.5017

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo