The Honey-lips e The Guarany: os romances de José de Alencar em língua inglesa no final do século XIX

Valéria Cristina Bezerra

Resumo


Nas últimas décadas do século XIX, dois romances de José de Alencar tiveram tradução e circulação em países de língua inglesa. Iraçéma: the honey-lips, em versão de Isabel Burton, foi publicada em 1886 em Londres e contou com recepção crítica em jornais do Reino Unido. The Guarany, traduzido por James William Hawes, saiu em forma seriada no ano de 1893 no jornal Overland Monthly and Out West Magazine, de São Francisco, nos Estados Unidos, país em que Alencar também foi referido pela imprensa local. Este trabalho se propõe a analisar as formas de recepção dessas obras e do nome de José de Alencar no Reino Unido e nos Estados Unidos. Objetiva ainda verificar o papel dos tradutores, editores, críticos e da imprensa na configuração da maneira como esse escritor foi avaliado e dado a ler, buscando considerar, sempre que possível, a relação desses intermediadores com a cultura brasileira. A recepção crítica de Alencar nesses países revela a boa avaliação desse escritor e a tradução de seus romances parece ter respondido a um interesse do público estrangeiro de se ilustrar.

Palavras-chave


José de Alencar. Tradução. Recepção.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/signo.v41i72.7140

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo