A Liberalização Comercial Brasileira vista no âmbito do Mercosul a partir dos produtos manufaturados (2000 A 2010)

Fagner Mendonça Avelar, Cristiano Stamm, Carlos Alberto Gonçalves Júnior

Resumo


O objetivo deste artigo foi analisar o desempenho da economia brasileira em relação ao comércio de produtos manufaturados, destinados aos demais países-membros do Mercado Comum do Sul - MERCOSUL no período de 2000 a 2010. A análise se deu por meio de uma ferramenta analítica que aponta a tendência do setor externo, em qualquer país ou região, chamada de “Índice de Desenvolvimento do Setor Externo - SXi”. Além desse, também foram calculados os índices de abertura comercial para produtos manufaturados exportados pelo Brasil. De acordo com os resultados da pesquisa, percebe-se uma relativa melhoria nas relações comerciais brasileiras com os demais países-membros do bloco na medida em que a composição da pauta de exportações, do período analisado, caracterizou-se, em média, por mais de 90% de produtos com alto valor agregado.

Palavras-chave


Abertura comercial brasileira. Mercosul. Comércio internacional.

Texto completo:

ARTIGO


DOI: http://dx.doi.org/10.17058/redes.v20i3.5076

Flag Counter

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Disponibilidade para depósito: permite o depósito das versões pré-print e pós-print de um artigo